PRESIDENTE APÓIA TRANSMISSÃO DE JÚRI PELA TV


31/05/2006

PRESIDENTE APÓIA TRANSMISSÃO DE JÚRI PELA TV

D´URSO APÓIA TRANSMISSÃO DE JÚRI PELA TV


O presidente da OAB-SP – Luiz Flávio Borges D’Urso – é favorável à decisão do juiz Alberto Anderson Filho de permitir a transmissão em tempo real do julgamento de Suzane von Richtofen; de seu ex-namorado Daniel Cravinhos; e do irmão dele, Christian Cravinhos, acusados de matar o casal Manfred e Marisia von Richtofen, os pais de Suzane. Os meios e comunicação fariam a captação de áudio e vídeo direto do plenário do 1◦ Tribunal do Júri e transmitiram o sinal para todos os veículos de comunicação. O júri dos três está marcado para a próxima segunda-feira (5/6), em São Paulo, mas uma articulação da defesa de Suzane von Richtofen quer desmembrar o julgamento, que pode ocorrer em dias diferentes.

Conforme D’Urso, existe grande interesse da população pelo caso e a transmissão pela televisão daria transparência a cada etapa do processo “ O interesse popular tornou-se explícito com o acesso de cinco mil pessoas, em duas horas, tentando conseguir um dos 150 lugares do plenário para acompanhar ao julgamento. A despeito da motivação de cada um, a sociedade deve ter a chance de conhecer um pouco mais sobre como funciona a Justiça e o Tribunal do Júri, uma das instituições mais simbólicas do Estado Democrático de Direito. A transmissão teria, no mínimo, uma função didática a cumprir ”, diz o presidente da OAB-SP.

O presidente da OAB SP lembrou, ainda, que nos Estados Unidos há um canal a cabo que transmite os júris, sem restrições." O júri é público.Há apenas a preocupação, no caso de julgamentos criminais, de preservar o rosto dos jurados, testemunhas e acusados", explica D´Urso.