QUATRO CHAPAS CONCORREM À ELEIÇÃO DA OAB SP


08/11/2006

O pleito acontecerá no dia 30 de novembro e o voto é obrigatório para todos os advogados.

 

A OAB SP recebeu a inscrição de 4 chapas para concorrer às eleições da Seccional, que acontece no próximo dia 30 de novembro. A Chapa (11) “ Em Defesa da Advocacia”, reúne como candidatos : Rui Celso Reali Fragoso (presidente), Rosana Chiavassa (vice-presidente), João José Sady (secretário-geral), José Luis Mendes de Oliveira Lima (secretário-geral adjunto) e Sergio Seiji Itikawa (tesoureiro). A chapa (12)  “ D´Urso – Advocacia Pede Bis” tem como candidatos: Luiz Flávio Borges D´Urso (presidente), Márcia Regina Machado Melaré (vice-presidente), Arnor Gomes da Silva Júnior (secretário-geral) , José Maria Dias Neto (secretário-geral adjunto) e Marcos da Costa (tesoureiro). A chapa (13)  “Ação, Movimento de Renovação da OAB SP” inscreveu como candidatos: Leandro Donizete Pinto (presidente), Cristina Nélida Cuchi Muller (vice-presidente), Leonardo Placucci (secretário-geral), Edson Gomes Pereira da Silva (secretário-geral adjunto) e Vítor Rodrigo Sans (tesoureiro). E a chapa (14) “Livre Sem Cabresto – Oposição Séria” é integrada por Clodoaldo Pacce Filho (presidente), Acácio Fernandes Roboredo (vice-presidente), Mário Guglielmi (secretário-geral), Luis Carlos Cioffi Baltramavícius (secretário-geral adjunto) e José Carlos Rodrigues Pereira do Vale (tesoureiro). São de 3 dias úteis o prazo para impugnação das chapas após publicação no “Diário Oficial do Estado”.

 As chapas que disputam a Seccional incluem 103 cargos. Além da diretoria, 55 conselheiros seccionais, três conselheiros federais, 5 diretores da Caasp (Caixa de Assistência dos Advogados de São Paulo) e respectivos suplentes.  Para ser candidato, o advogado deve ser inscrito na Seccional, estar em dia com as anuidades, não ocupar cargos ou funções incompatíveis com a advocacia, não ter sido condenado por infração disciplinar, estar exercendo efetivamente a profissão há mais de 5 anos. O mandato é de três anos, tendo início no dia 1º de janeiro de 2007.

 Na mesma data, também haverá eleições para as diretorias das 216 Subsecções do Estado, colocando em disputa 1.080 cargos. As chapas concorrentes nas subsecções são compostas pelos candidatos a presidente, vice-presidente, secretário, secretário-adjunto e tesoureiro. Das 216 Subsecções do Estado, 11 ficam na Capital – Ipiranga, Itaquera, Jabaquara, Lapa, Penha, Pinheiros, São Miguel, Santana, Santo Amaro, Tatuapé e Vila Prudente. Esta eleição, tanto no Interior  como na Capital,  será feita em cédula de papel.

 A exemplo da eleição passada (2003), os 200 mil  advogados ativos da OAB SP vão votar para a escolha da Diretoria da Seccional em  urnas eletrônicas no próximo pleito e o resultado deve ser divulgado em 24 horas, já que a apuração é feita por subsecção e  totalizada na Capital. O voto é obrigatório para todos os advogados e somente poderão votar os  adimplentes, nas Subsecções onde estão inscritos . Os  inscritos na Capital (centro) votam na USP, UniFMU, UNIP e Uninove. Não há voto em trânsito.