OAB SP REPUDIA ATENTADO A JORNALISTA


20/09/2007

Em nota pública, divulgada nesta quinta-feira(20/9), o presidente da OAB SP, Luiz Flávio Borges D´Urso, repudia atentado contra o jornalista Amaury Ribeiro Jr e critica o que classifica de intimidação do crime organizado contra a liberdade de imprensa.

                    

                                  NOTA PÚBLICA

A OAB SP repudia o atentado sofrido pelo repórter Amaury Ribeiro Jr, do jornal “ Estado de Minas”, na última quarta-feira (19/9), na cidade de Ocidental (GO), durante apuração de reportagem sobre o aumento da violência ligado ao tráfico de drogas em regiões próximas  à Brasília

 Este é, sem dúvida, mais um caso de intimidação do crime organizado contra a liberdade de imprensa, que alicerça  todas as demais liberdades democráticas. Assim como foi  no caso do jornalista Tim Lopes,  torturado e morto  em 2002 , quando  apurava a presença do tráfico de drogas em baile  funk,   no Rio de Janeiro.

 Se a Constituição Federal fixa que “ nenhuma lei conterá dispositivo que possa constituir embaraço à plena liberdade de informação jornalística”, podemos interpretar que toda e qualquer violência contra um jornalista no exercício profissional é um atentado ao direito constitucional do povo à informação livre e ao exercício de sua plena cidadania.

 A ausência da informação pelo temor ao crime organizado é a negação do Estado Democrático de Direito. Assim sendo, a  sociedade brasileira indignada quer apuração rigorosa de mais este atentado e repudia toda e qualquer  tentativa de impor, pela violência, limites à atuação da imprensa, que vem denunciando – entre outras questões - o crescimento do Estado paralelo  dentro do Estado brasileiro.

 

            São Paulo, 20 de setembro de 2007

 

Luiz Flávio Borges D´Urso

Presidente da OAB SP