OAB SP OFERECE APOIO AO MASP


15/01/2008

Preocupado com a gravíssima situação em que se encontra o mais importante museu de arte da América Latina, que ostenta um acervo de sete mil obras, incluindo exemplares dos principais artistas e escolas de artes mundiais, o presidente da OAB-SP – Luiz Flávio Borges D’Urso – oficiou no último dia 8 de janeiro ao presidente do Museu de Arte de São Paulo (Masp), o arquiteto Júlio Neves, colocando a entidade dos advogados à disposição desse ícone da cultura para colaborar no que for necessário.

Para D´Urso, é inconcebível que uma instituição como o Masp possa se encontrar em uma situação desconcertante, tendo serviços básicos – como energia elétrica e telefone - cortados por falta de pagamento, além de assistir à deterioração do prédio-sede na Avenida Paulista, uma jóia da construção elaborada pela arquiteta Lina Bo Bardi, tombada pelo Patrimônio Histórico. “O roubo de duas obras-primas da arte mundial, recentemente, e o resultado desse drama pelo qual passa o museu, que é um orgulho da cidade”, nos preocupa” comenta D’Urso.

 

O presidente da OAB SP ressalta que o roubo das telas, de Cândido Portinari e de Pablo Picasso, recuperadas pela Polícia, sensibilizou a Diretoria da OAB-SP que - em nome dos 260 mil advogados do Estado de São Paulo – é solidária  a “essa notável instituição que é um dos maiores ícones da capital paulista e parte inefável do patrimônio cultural brasileiro”.