OAB SP NA LUTA CONTRA A HANSENÍASE


09/12/2008

O presidente da Subsecção de Mairiporã, Miguel Nagib Moussa, representou a OAB SP no Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase (Morhan), idealizado pelo médico Hélio Fontes. “ Ao contrário do que se prega, queremos passar uma mensagem de que a hanseníase tem cura e que é fundamental acabar com a doença e com discriminação dessas pessoas atingidas pela hanseníase, além de promover a reintegração das famílias atingidas na sociedade”, diz Moussa, que também é musico o criou um jingle para a campanha “hanseníase tem cura”.

 

Segundo a Organização Mundial da Saúde, o  Brasil  é atualmente líder mundial em prevalência da hanseníase, com o registro de mais de 40 mil casos a cada ano. No mês passado,  Moussa acompanhou uma ação de combate à hanseníase  no Estado do Tocantins, que apresenta altos índices da doença, com atendimento ambulatorial realizado em carretas dotadas de consultório e  orientação jurídica e previdenciária da OAB-TO,  a garantir que as pessoas atingidas pelo doença tenham acesso a tratamento digno e medicamentos.

 

O presidente da OAB SP, Luiz Flávio Borges D´Urso, lembra que os portadores de hanseníase já foram alvo de muita discriminação no passado recente, pois tinham sua internação realizada de forma compulsória nos antigos leprosários. “ A OAB SP está fazendo sua parte no resgate da cidadania dos portadores da hanseníase e também busca a adoção de políticas públicas capazes de controlar a doença  do país’, diz.