COMUNICADO DE FALECIMENTO


18/12/2009

O presidente da OAB SP, Luiz Flávio Borges D’Urso, lamentou a morte do adogado e ex-presidente do Conselho Federal da OAB, Laudo de Almeida Camargo, no último dia 11 de dezembro, no Rio de Janeiro. " Foi um dos mais combativos presidentes da OAB contra o arbítrio e o governo de exceção", ressaltou D´Urso.

Natural de São Paulo, Laudo de Almeida Camargo era um dos mais antigos ex-presidentes da OAB Nacional vivo. Durante sua gestão,  lutou contra o governo militar, então comandado pelo presidente Médici. Em abril de 1971, foram enviados dois ofícios ao presidente reivindicando o cessamento das violências praticadas contra advogados no exercício da profissão; a necessidade de restabelecimento da garantia legal do habeas corpus e a revogação da pena de morte, entre outras demandas.

Laudo de Almeida Camargo exerceu a advocacia ininterruptamente por mais de 50 anos. Ele foi advogado do Banco do Brasil e do Banco Central, secretário de Justiça do Governo da Fusão, responsável pela estrutura jurídica do então novo Estado do Rio de Janeiro e árbitro relacionado pelo Centro Brasileiro de Mediação e Arbitragem do Rio de Janeiro.

Em manifestação recente, Camargo protestou contra as invasões de escritórios de advocacia no país afora.