OAB SP PRESTA HOMENAGEM PÓSTUMA A ZILDA ARNS


13/01/2010

O presidente da OAB SP, Luiz Flávio Borges D´Urso, e o coordenador da Comissão de Direitos Humanos da OAB SP, Martim de Almeida Sampaio, anunciaram nesta quarta-feira (13/1), que a OAB SP irá prestar uma homenagem póstuma à médica pediatra e sanitarista, Zilda Arns, coordenadora internacional da Pastoral da Criança, que morreu tragicamente , vítima do terremoto que atingiu a capital do Haiti, Porto Príncipe, na última terça-feira (12/1).

 Trata-se da elaboração da Cartilha Zilda Arns, que detalhará o trabalho que ela desenvolveu na Pastoral da Criança  e os Direitos Humanos. “ A OAB SP presta uma justa homenagem a quem se dedicou a realizar uma obra humanitária relevante e que ensinou, na prática, o que são os direitos humanos”, afirmou o presidente da Ordem Paulista.

D´Urso e Sampaio participaram da missa em intenção de Zilda Arns, celebrada nesta quarta-feira (13/1), às 18 horas, na Catedral da Sé, pelo pe. Juca, da Pastoral do Povo de Rua.  

“Vim aqui  hoje prestar minha homenagem a essa grande brasileira em nome da Seccional Paulista da Ordem. A lembrança que ficará dela é de uma pessoa serena, devotada ao próximo e que tinha muito a nos ensinar”, afirmou D´Urso, ao sair da catedral. O presidente lembrou que em muitas oportunidades, o trabalho desenvolvido por Zilda Arns foi realizado em parceria com a Comissão de Direitos Humanos da OAB SP, tendo ela, inclusive, recebido da Ordem o prêmio de Direitos Humanos Franz de Castro Holzwarth-2000.

 Para Martim Sampaio, a trágica morte de Zilda Arns é uma grande perda para o país. “ Ela pautou sua vida em prol dos setores mais desfavorecidos da sociedade brasileira. É com grande pesar que a Comissão de Direitos Humanos registra seu passamento nessa data. Seu exemplo permanecerá  formando uma nova geração de pessoas comprometidas com as causa sociais do nosso povo,”finalizou.