BOLSISTAS VENCEDORAS RECEBEM ORIENTAÇÕES


25/05/2010

As advogadas Lisiane Granha Martins de Oliveira e Paula Padilha Cabral foram as selecionadas para o estágio na Ordem dos Advogados de Paris, entre 1 de outubro e 26 de novembro deste ano. A oportunidade é fruto de um Termo de Cooperação entre a OAB SP, a Ordem parisiense e a Embaixada Francesa e as vencedoras se encontraram com os parceiros franceses na sede da OAB SP.

“Essa é mais uma iniciativa de parceria internacional da OAB SP para projetar a capacitação do advogado paulista para além das fronteiras nacionais”, ressalta o presidente da OAB SP, Luiz Flávio Borges D’Urso.

O estágio terá duas fases, de aproximadamente um mês cada. A primeira, teórica, ocorre na École de Formation du Bureau e apresentará toda a doutrina do Direito francês e europeu, com foco em procedimentos de Direito Civil, Penal e Comercial. Os estudantes também assistirão a audiências no Palais de Justice de Paris e visitarão instituições comunitárias européias, em Bruxelas. A embaixada francesa concederá uma bolsa.

Na segunda etapa, as selecionadas farão um estágio propriamente dito, supervisionado por algum advogado inscrito na Ordem dos Advogados de Paris (Barreaux de Paris), em um escritório francês que lide com áreas com que elas tenham afinidade, explica o presidente da Comissão de Relações Internacionais da OAB SP, George Niaradi.

Segundo Niaradi, a seleção foi baseada em três critérios: proficiência no idioma francês; competência técnica em temas tratados tanto no Brasil quanto na França, como as áreas internacional, de meio ambiente, de contratos e de contratos internacionais; e bom relacionamento profissional. “Este terceiro critério é o da representatividade dessas advogadas junto à Ordem dos Advogados de Paris, pois elas serão as nossas advogadas, representando a nossa casa de São Paulo, em Paris”, afirma.

Selecionadas para o curso em Paris, Lisiane Oliveira e Paula Cabral ressaltaram a expectativa positiva em torno do curso e do estágio em Paris  e no quanto essa experiência irá acrescentar aos seus currículos e no crescimento profissional.  A advogada Roberta Oertel, com ampla experiência no Exterior, recomendou às bolsistas aproveitem para conhecer o direito Francês e ampliem o  intercâmbio cultural com outros colegas.

O consultor geral adjunto do Consulado Francês em São Paulo, Marc Peltot  desejou uma excelente estadia às advogadas vencedoras  e lembrou que o estágio tem uma dimensão mundial,  reunindo em Paris 45 estudantes de 34 nacionalistas diferentes.

Maurice Nahory,diretor geral da Aliança Francesa, que participou da seleção, ressaltou a qualidade dos candidatos que concorrem à bolsa  e que as advogadas escolhidas terão grande responsabilidade em representar a advocacia de São Paulo.