D'URSO LAMENTA MORTE PREMATURA DE BARRADAS


20/07/2010

O presidente da OAB SP, Luz Flávio Borges D’Urso, lamentou a morte prematura do secretário de Saúde do Estado, Luiz Roberto Barradas Barata, na noite de sábado (17/7), aos 57 anos, vítima de enfarte. Em 2006, Barradas firmou convênio com a OAB SP para emissão de certidão de nascimento tardia aos internos dos hospitais psiquiátricos.

 

“Barradas deixou uma contribuição relevante no sentido de melhorar a qualidade da saúde da população,  porque buscou como gestor  criar caminhos novos para solucionar velhos problemas.  Ajudou a viabilizar a parceria entre o setor público e o privado visando melhorias nas unidades básicas de saúde  e estava entusiasmado  com a isenção do ICMS para aquisição de equipamentos de radiologia e diagnóstico em troca de exame de imagem  para os pacientes do SUS. Também tinha grande preocupação com o crescimento da judicialização da saúde no Estado. Atuou em diferentes governos, demonstrando que sua expertise como médico sanitarista era reconhecida e estava acima de matizes políticos”, afirmou D’Urso.

 

D’Urso também chamou atenção para a preocupação social de Barradas, que através de sua secretaria firmou convênio em 2006  com a OAB SP para emissão de certidão de nascimento tardia para internos dos hospitais psiquiátricos da rede púbica de São Paulo, promovendo sua inclusão social.Pelo convênio, os advogados iniciam as ações judiciais para obtenção da certidão tardia dos pacientes psiquiátricos junto aos Cartórios de registro Civil, caso não haja registro, este é requerido administrativamente com o nome a ser escolhido pelo paciente. Na seqüência, são emitidas as Carteiras de Identidade pela Secretaria de Segurança Pública aos pacientes, que até então  não tinham qualquer documento e passam a ter seus direitos reconhecidos junto à Previdência Social.