PRESIDENTE ELEITO DA FIA MOSTRA PREOCUPAÇÃO COM DEFESA DO DIREITO DE DEFESA


03/12/2010

“ A defesa do Direito de Defesa é uma questão muito séria. Acontece mundialmente, o que a Fia tenta fazer é preservar e lutar pelo Estado Democrático de Direito, que pressupõe o direito do advogado conversar com seu cliente. Temos assento e voz na OEA e em outros organismos internacionais e vamos levar nosso repúdio e indignação com essas excrescências legais que prejudicam o trabalho do advogado e o cidadão, que busca o auxilio de Direito.”

A afirmativa é do advogado André de Almeida, 42 anos, presidente eleito da Federação Interamericana  dos  Advogados (FIA) ou Inter-American Bar Association , que assume o cargo em Washington (DC), em janeiro do próximo ano.

“ Trata-se de um  brasileiro que assume a FIA, o  que, por si só, é orgulho para todos nós, mas acima de tudo que  tem a sensibilidade e conhece os problemas enfrentados pela advocacia que, em parte, são  semelhantes  aos enfrentados por colegas em outras partes do mundo. Estamos  confiante com a gestão do André Ramos que terá como uma de suas bases a OAB SP”, comentou Luiz Flávio Borges D’Urso, presidente da OAB SP.

  A Federação Interamericana de Advogados existe há 70 anos e congrega  os advogados e associações  das Américas. Ao longo de sua história teve apenas quatro presidentes brasileiros. “Trabalho na área internacional , morei em Washington, e ao longo de 20 anos assumi uma série de funções administrativas dentro da Inter-American Bar Association e  me candidatei presidente com apoio da OAB, sendo eleito para um mandado de dois anos”, comenta André.