OAB SP DECRETA LUTO PELA MORTE DE SIDNEY BORTOLATO ALVES


15/12/2010

Com grande consternação, o presidente da OAB SP, Luiz Flávio Borges D’Urso, decretou luto oficial por 3 (três) dias nas unidades da ORDEM pela morte do secretário-geral da Ordem, Sidney Uliris Bortolato Alves, aos 61 anos, nesta quarta-feira (15/12), vítima de infarto. Ele passou mal, quando fazia uma audiência no Fórum de Barueri e chegou a ser encaminhado para atendimento médico, mas não resistiu. O corpo será velado no Cemitério do Morumbi - Rua Deputado Laércio Corte, 468, a partir das 22 horas dessa quarta-feira e o enterro acontecerá na quinta-feira (16/12), às 16 horas no mesmo local. O expediente no prédio-sede da Seccional estará suspenso nesta quinta-feira.

“A morte de Sidney Uliris Bortolato Alves é uma perda irreparável. Figura humana extraordinária, chefe de família exemplar e amado pelos seus, um amigo para todas as horas e dotado de grande espírito de solidariedade. Ficará uma lacuna, que jamais será preenchida entre aqueles que tiveram o privilégio de partilhar de sua amizade. A OAB SP e a Advocacia estão de luto”, afirma o presidente da OAB SP, Luiz Flávio Borges D’Urso.

O presidente da OAB SP ressalta, ainda, que é grande a dívida da advocacia bandeirante para com Sidney Bortolato Alves pela dedicação, empenho e trabalho que desenvolveu à frente da CAASP, o braço assistencial da OAB SP, por quatro gestões. “Modernizou , descentralizou e ampliou os serviços prestados pela Caixa, abrangendo todo o Estado. Entre outras iniciativas, aumentou os auxílios pecuniários concedidos aos advogados carentes e se preocupou em realizar campanhas preventivas de saúde para a classe. Um trabalho reconhecido e respeitado por todos”, ressaltou D´Urso.

Sidney Bortolato Alves era advogado trabalhista. Graduou-se em Direito pela PUC-SP e seu primeiro cargo na OAB SP foi como curador do Tribunal de Ética e Disciplina, que ocupou de 1981a 1995 e de 1995 a 2000. Em 1998 foi eleito diretor Odontológico da Caixa de Assistência dos Advogados de São Paulo (CAASP) e, posteriormente,  diretor tesoureiro, diretor vice-presidente e finalmente presidente da CAASP, gestão 2007-2009. Ocupou na Ordem/Caixa diversos outros cargos, na Comissão de Exame de Ordem, Comissão da Seguridade Social e Previdência Complementar e na OABPrev, onde foi diretor de Benefícios e atualmente exercia o cargo de diretor Financeiro, entre outros.De 2007 a 2009, foi coordenador Regional Sudeste da Coordenação Nacional das Caixas de Assistência dos Advogados.

REPERCUSSÃO

Ophir Cavalcante Junior - presidente do Conselho Federal da OAB
"Sem poder traduzir os verdadeiros sentimentos que nos assolam neste momento difícil, transmito em nome do Conselho Federal, em especial aos familiares, as nossas sentidas condolências pela perda irreparável”

Renato Buratto - presidente do TRT-15
“Em nome do TRT da 15ª Região presto votos de pesar, especialmente á família de Sidney Bortolato. A OAB SP perde um grande representante, digno da advocacia. O sentimento é de tristeza pela perda tão prematura de um homem de virtudes e grande caráter”

Fábio Canton Filho – presidente da CAASP
“A CAASP está em luto. Perdemos o amigo Sidney, exemplo de retidão e dedicação às causas da advocacia. Como presidente da Caixa, ele deixou um legado de benefícios a todos os advogados do Estado de São Paulo. A perda é irreparável”

Ivette Senise Ferreira – presidente do IASP
“Era uma pessoa fundamental no trabalho da OAB SP, que perdemos prematuramente. Fui conselheira seccional por nove anos e pude acompanhar seu trabalho na OAB SP e na CAASP. Sempre  demonstrou ser uma pessoa sensata, competente, grande figura humana e atuante, sempre prestigiava os eventos do IASP. Também foi meu aluno no começo da carreira, o que é mais um motivo para sentir demais essa perda”.

Fábio Ferreira de Oliveira – presidente da AASP
“A morte de Sidney Uliris Bortolato Alves é uma perda irreparável para a Advocacia e para a OAB de São Paulo. Ele representava uma liderança incontestável, tendo contribuído enormemente para a Classe, como presidente da CAASP e, atualmente, como Secretário-Geral da OAB-SP. Ele foi um exemplo de homem e Advogado”

Marcos da Costa – vice-presidente da OAB SP
“Perdemos um amigo especial, carinhoso, atencioso, sempre preocupado com o próximo. Começamos a atuar na política de classe em 1998, na gestão Rubens Approbato Machado. Fiquei na OAB SP e Sidney na CAASP e nos tornamos grandes amigos ao longo de mais de uma década de atuação conjunta. Sem dúvida, é uma irreparável perda para todos”.

Márcia Machado Melaré – secretária-geral adjunta do Conselho Federal da OAB
“O nosso querido Sidney, também chamado carinhosamente de “Sidão”, foi meu querido companheiro desde os tempos de CAASP. Em 1998 compusemos juntos a Diretoria da Caasp e o Sidão, que sentava ao meu lado nas reuniões de Diretoria, com suas brincadeiras e companheirismo fazia daquele ambiente um verdadeiro prazer de trabalhar para a advocacia. Lá na CAASP ele se encantou com os serviços que eram e poderiam ser desenvolvidos pela entidade e dela se tornou presidente. E que Presidente! Atendeu à classe e exerceu o mandato com o mesmo jeito tranquilo, gentil e afetuoso que sempre tratou seus colegas. Fez a diferença na vida de muitas pessoas. Sidão, sentiremos a sua falta e será difícil lidar com a saudade que você nos deixa”

 

Eli Alves Silva presidente da Comissão de Direito Trabalhista da OAB SP

“ O falecimento do Sidney é uma perda  inestimável. Sempre dedicou muito do seu tempo para as causas da Advocacia. Sua competência, equilíbrio e serenidade o fizeram um profissional, um  amigo e um representante de nossa classe respeitado  por todos”.

Adriana Zakarewicz – diretora do Grupo Consulex

             "Em nome da Editora Consulex, desejo expressar sinceras condolências à família Bortolato Alves pela dor que a recente perda traz a todos os corações que tiveram a felicidade de comungar com os ideais de justiça do eminente e  incansável Advogado Sidney Uliris Bortolato Alves"