CONVÊNIO VAI FAZER DIAGNÓSTICO SOBRE PROBLEMAS LABORAIS DA ADVOCACIA


15/12/2010

Um convênio assinado pelo presidente da OAB SP, Luiz Flávio Borges D´Urso, e do Crefito (Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da 3ª Região - SP), Gil Lúcio Almeida, na última terça-feira (14/12), vai definir quais são as necessidades dos advogados em termos para vencer problemas gerados por posturas laborais.

“Estamos assinando mais um importante convênio, desta vez com o Crefito e neste convênio vamos discutir a saúde do advogado, buscando mecanismos que possam orientá-lo para conseguir melhor qualidade de vida e, consequentemente, que ele possa trabalhar com mais disposição”, explicou o presidente D´Urso. 

Segundo D’Urso, a troca de experiências com o Conselho será muito proveitosa para a advocacia, que entre outros aspectos, “poderá ter acesso a conhecimentos relacionados aos cuidados individuais. Como sabemos, todo profissional liberal, em especial o advogado, tem pouco tempo para cuidar da saúde, mas não pode deixar de fazê-lo”, afirmou.

Para  o presidente do Cefito, o principal problema do advogado está relacionado com lesões por esforços repetitivos. “Os advogados usam muito o computador e isso traz uma sobrecarga muito grande nas articulações dos dedos e dos cotovelos”, ressaltou. 

“A nossa proposta para a OAB é primeiro fazer um levantamento e entender quais são as principais necessidades dos advogados e a partir desse diagnóstico propor alguns estudos visando a melhoria da qualidade de vida”, garantiu. 

De acordo com J.B. Oliveira, conselheiro seccional e presidente da Comissão de Assuntos Corporativos da OAB SP e idealizador do convênio, o contato com o conselho poderá contribuir muito para a saúde física e mental do profissional.“Os advogados vivem constantemente sob pressão e essa pressão desencadeia uma séria de problemas físicos. É o mal-estar, é a dor de cabeça, é a dor no ombro e tudo isso resulta muitas vezes numa postura incorreta. Um simples detalhe pode alterar tudo isto”, advertiu Oliveira.

Para ele, uma campanha de orientação sobre postura e fisioterapia é indispensável. “Tanto que o presidente da OAB SP se dispôs a abrir um espaço nos encontros regionais dos advogados para que um representante do Crefito compareça e faça uma breve orientação sobre o assunto. Como evitar, como prevenir, como fazer com que esses fenômenos que afetam a saúde sejam evitados por antecipação”, finalizou.