ORDEM ENCERRA CAMPANHA COM CRUZ VERMELHA PARA RECEBIMENTO DE DONATIVOS


01/02/2011

A OAB faz um balanço positivo da campanha que realizou com Cruz Vermelha Brasileira para captação de donativos para as vítimas das enchentes da região serrana do Rio, de São Paulo e de Minas Gerais e que mobilizou os advogados e a população da capital e Interior do Estado, resultando em toneladas de doações.

 “ Foram toneladas de donativos recolhidos, demonstrando a generosidade e solidariedade dos advogados e da população de São Paulo” ressaltou Luiz Flávio Borges D´Urso, presidente da OAB SP, lembrando que todas as doações que ainda estiverem nas Subsecções devem ser entregue às unidades d Polícia Militar ou Corpo dos Bombeiros .

 Pelo interior do Estado, as Subsecções participaram ativamente da campanha. Em Piracicaba,  por exemplo, os donativos lotaram uma carreta e serão entregues na próxima quinta-feira (3/2). Entre as doações estão 40 caixas de soro fisiológico, remédios, roupas, alimentos cestas básicas. A Subsecção fez uma parceria com o Jornal de Piracicaba e as doações vieram de advogados, hospitais, farmácias e supermercados.

 Em Sorocaba, a participação dos advogados e da população foi grande, segundo o presidente Alexandre Ogusuku.“Fizemos a divulgação da campanha pela internet e pela imprensa local e conseguimos arrecadar uma grande quantidade de donativos”, afirmou.

 Em Araraquara, a participação foi surpreendente. “Já entregamos uma remessa e temos outra para entregar”, informou o presidente da Subsecção João Luiz Ultramari. Na cidade foram arrecadados  leite, água, calçados, brinquedos e produtos de higiene pessoal.

 Na cidade de Franca, o presidente José Nelson Aureliano Menezes Salermo ressaltou a vocação da cidade para a solidariedade. “Fazemos a arrecadação de alimentos durante o ano todo e distribuímos entre as creches e entidades que cuidam de pessoas carentes. Nessa campanha, conseguimos muitas roupas, calçados e leite, principalmente, e já entregamos ao Corpo de Bombeiros, que enviará os donativos para  a Cruz Vermelha em São Paulo”, explicou Salermo.