FÁBIO CANTON RECEBE CONDECORAÇÃO DAS FORÇAS INTERNACIONAIS DE PAZ DA ONU


18/10/2011

Durante a entrega das carteiras da OAB aos novos advogados, no último dia 13 de outubro, no auditório da Fecomercio, o presidente da CAASP, Fábio Romeu Canton Filho, recebeu a medalha do Cinquentenário de Paz da ONU no Brasil, outorgada pela Associação Brasileira das Forças Internacionais de Paz da Organização das Nações Unidas.“Só posso dizer que é uma honra muito grande ser homenageado por pessoas que realizam uma tarefa impregnada pelo mais puro caráter humanista. E é nesse ponto que identifico áreas de convergência com o trabalho desenvolvido pela classe dos advogados, historicamente comprometida com os mais elevados ideais humanistas, consubstanciados no Estado Democrático de Direito”, discursou Canton.

O presidente da OAB SP,  Luiz Flávio Borges D’Urso, ressaltou as qualidades do homenageado: “Canton é uma das grandes lideranças da nossa classe, companheiro leal que ao nosso lado vem trilhando um caminho de muitos anos. Entre outras atribuições, comandou o Conselho do Jovem Advogado e presidiu de maneira ímpar a Comissão de Direitos Humanos da Seccional, uma das bandeiras legais da Ordem. Hoje, de modo brilhante, conduz os destinos da Caixa de Assistência dos Advogados de São Paulo, entidade que tem 75 anos de serviços prestados à advocacia”.

O Brasil passou a integrar as Forças Internacionais de Paz da ONU em 1956. Desde então, são inúmeras as ações humanitárias que os “boinas azuis”, como são chamados esses combatentes, realizam pelo mundo, as quais lhes valeram por duas vezes o Prêmio Nobel da Paz (1988 e 2001). Atualmente, os “boinas azuis” brasileiros comandam missões de paz e de reconstrução nacional no Haiti, no Timor Leste e em Angola. A Abdif/ONU congrega hoje 400 brasileiros que participaram ou participam de empreitadas dessa magnitude. A história dos ‘boinas azuis’ mereceu referência em outro trecho do pronunciamento de Canton: “É extensa a lista dos locais distantes e inóspitos que receberam nossas Forças de Paz ao longo dos últimos 54 anos: Egito, República Dominicana, Guatemala, Equador, Peru, Congo, Costa Rica, El Salvador, Honduras, Nicarágua, Moçambique, Croácia, Índia, Paquistão, Libéria, Ruanda, a ex-Iugoslávia, Nova guiné Ocidental, Eslovênia Oriental, Costa do Marfim, Chipre, Guiné Bissau. Atualmente, executam seu trabalho no Haiti, no Timor Leste e em Angola. Recentemente, reportagens exibidas pela televisão brasileira sobre a terrível crise haitiana e a presença pacificadora das Forças da ONU, comandadas pelo Brasil, aproximaram como nunca a população brasileira da realidade vivida pelos ‘boinas azuis’ em sua luta para conter conflitos, restabelecer o convívio entre as partes e normalizar a vida nas regiões atingidas”.