JACOB GOLDBERG MINISTRA PALESTRA SOBRE O LIVRO DIREITO NO DIVÃ NA OAB SP


30/11/2011

Durante décadas, o consagrado psicólogo Jacob Pinheiro Goldberg foi advogado militante e por meio desse diálogo entre saberes acabou construindo uma ponte entre o Direito e a Psicologia para analisar alguns temas comuns a esses dois universos, como a violência.

“O Direito no Divã – Ética da Emoção” é o título do livro que está lançando, com coordenação de seu filho, Flávio Henrique Elwing Goldberg, quintanista de Direito, que ao longo de três anos reuniu a produção de seu pai, espalhada por jornais, revistas, conferências na Procuradoria Geral do Estado e na Faculdade de Direto da USP e até manifestações contidas em processos e montou a obra que denominou de “mosaico”, porque não está atrelada a uma ordem cronológica ou temática.

Este livro, que faz um resgate das grandes polêmicas que o mineiro Jacob Goldberg levantou na mídia nacional, será tema de palestra que ele ministra no dia 1 de dezembro, às 19 horas, na sede da OAB SP (Praça da Sé, 385) e, no dia 21 de novembro, às 20 horas, na Loja Simbólica 14 de julho (Rua São Joaquim, 457).

A obra tem prefácio do vice-presidente, Michel Temer e apresentação do deputado estadual, Fernando Capez, ambos operadores do direito, que seguiram carreiras na política partidária. “O livro é uma compreensão do Direito sob a ótica psicanalítica”, resume Jacob.

“O Direito no Divã” volta-se ao passado ao receber do organizador (Flávio Goldberg) uma dedicatória a Luiz Gama (1830-1882), “o advogado dos escravos”, por ter construído teses revolucionárias no século XIX, alegando que o escravo que matava o seu senhor agia em legítima defesa, porque o este já havia matado sua identidade. E retorna ao presente com uma análise que o autor faz da presidenta da República Dilma Rousseff, lembrando-se a resistência da mídia em classificá-la como presidente e não presidenta, para não feminilizar o cargo, numa “manifesta resistência antropomórfica masculina do poder”.

Segundo Goldberg, o livro está na lista dos mais vendidos e tem atraído como leitores, principalmente, estudantes e Direito e de Psicologia. O interesse talvez esteja na forma polêmica de abordar uma serie de temas, como a violência contra a mulher, a responsabilidade social do suicídio, a psicologia do sentenciado e a eficácia da pena ligada ao reconhecimento da autoridade moral do Estado, a violência das tribos urbanas, que atacam negros, nordestinos, homossexuais etc, entre outros.

Goldberg é doutor em Psicologia pela Universidade Mackenzie, professor convidado University College London Medical School, Universytet Jagiellonski e Universytet Warszawski (Polônia, Hebrew University of Jerusalém), USP, PUC/SP, PUCC, Universidade de Brasília, UNESP, Mackenzie, Aspirus Wausau Hospital, Wisconsin (EUA). Advogado, assistente social e escritor. Possui graduação em Psicologia pela Universidade Católica de Santos, graduação em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e graduação em Direito pela Universidade Federal Fluminense. É especialista em Estrutura e Didática de Ensino Superior (FMU). É autor de uma expressiva produção, com mais de dois mil trabalhos entre livros, ensaios, crônicas, palestras publicadas no Brasil e no exterior.