MATEUCCI É NOVO PRESIDENTE DO CESA


30/03/2012

O advogado Carlos Roberto Fornes Mateucci tomou posse, na noite da última terça-feira (27/3), na presidência do Cesa (Centro de Estudos das Sociedades de Advogados). A cerimônia aconteceu no Hotel Renaissance, em São Paulo, que foi prestigiada pelo presidente da OAB SP, Luiz Flávio Borges D’Urso, e pelo vice-presidente , Marcos da Costa.

 

Conselheiro seccional da OAB SP e presidente do Tribunal de Ética e Disciplina da entidade, Mateucci disse que o Cesa foi criado para tratar de assuntos comuns e de interesse das sociedades de advogados, e que hoje a entidade conta com mais de 1.100 associadas.

 

O advogado afirmou que vai investir em medidas como incrementar a coordenação entre as sociedades associadas, estimular o intercâmbio com outras associações de classe e elaborar o primeiro anuário do Cesa, a ser lançado até o fim de 2013, com o tema “a competição na advocacia e seus efeitos nas sociedades de advogados”. Mateucci aproveitou para agradecer ao apoio do presidente e do vice-presidente da OAB SP.

 

D’Urso elogiou o trabalho de Mateucci, por sua imparcialidade, e disse que o advogado tem a experiência necessária para o trabalho no Cesa. O presidente da OAB SP também agradeceu pelo trabalho de Marcus Vinicius Furtado Coelho, secretário-geral do Conselho Federal da Ordem, presente ao evento.

 

Outro ponto ressaltado por D’Urso foi que a defesa dos escritórios de advocacia  brasileiros contra escritórios internacionais no país, bandeira da OAB e do Cesa, não é xenofobia, mas sim uma luta para estabelecer limitações ao trabalho de advogados estrangeiros, para que não dominem o mercado, em detrimento dos brasileiros.

 

O fundador e primeiro presidente do Cesa, Orlando di Giácomo Filho, emocionou-se ao falar da época da criação do centro, em 1983. A entidade no início só contava com a participação de sociedades de São Paulo, e hoje tem associadas de todas as partes do Brasil.

 

Em palestra, o secretário-geral do Conselho Federal da OAB, Marcus Vinicius Furtado Coelho, falou sobre a Lei 11.767/08, que garante a inviolabilidade dos escritórios de advocacia e foi proposta pela OAB Nacional e apresentada pelo então deputado e atual vice-presidente da República, Michel Temer.

 

O palestrante disse que a inviolabilidade é indispensável à administração da Justiça, para valorizar o advogado e proteger os interesses dos cidadãos, e listou exceções à regra, quando o advogado for indiciado ou denunciado por algum crime, sem, no entanto, que o mandado judicial de busca e apreensão atinja objetos dos clientes.

 

 

Durante a cerimônia de posse,  também foi marcada pela entrega dos prêmios aos vencedores do V Concurso Nacional de Monografias do Cesa, que teve como tema “As formações adicionais que o advogado deve ter”. A vencedora foi Fernanda Mayumi Kobayashi, aluna da PUC-SP.