OAB SP PREPARA DOCUMENTÁRIO SOBRE OS 80 ANOS DE SUA HISTÓRIA


17/04/2012

Ainda não tinha ido para as ruas a Revolução Constitucionalista de 1932, considerada o maior movimento cívico de São Paulo - o que somente aconteceria em 9 de julho - quando foi criada a Seccional Paulista da Ordem dos Advogados do Brasil. Essa é uma das histórias que a produtora Outros Filmes Produções Artísticas e Cinematográficas vai contar no documentário “OAB SP – 80 Anos Fazendo História”.

 

A ideia de produzir um documentário sobre os 80 anos da OAB SP, comemorados este ano, surgiu há muito tempo, segundo relata o conselheiro seccional e diretor da Casa da Memória da OAB SP, Fábio Trombetti. “Foram feitos, ao longo das várias gestões da OAB, principalmente  nos últimos  15 anos, vários livros, comemorando as diferentes idades da Ordem e faltava um documentário cinematográfico”, diz.

 

Para Trombetti, o documentário vai além do livro,  porque propicia uma visão dinâmica da história dos 80 anos da Ordem.  “O filme vai trabalhar uma ideia que está nesses livros, alguns deles pelo menos, numa linha do tempo, o que aconteceu no país e no Estado e como a OAB SP se inseria nesses contextos históricos, começando pela nossa data inicial, 22 de janeiro de  1932 ”, ressalta.

 

O presidente da OAB SP, Luiz Flávio Borges D´Urso, cuja gestão abarca mais 10% de toda a história da Ordem, está entusiasmado com o documentário. “Temos poucas imagens registrando o trabalho importantíssimo que a Seccional Paulista da Ordem dos Advogados do Brasil desenvolveu ao longo das últimas décadas no interesse da cidadania e da advocacia. Esse documentário irá preencher essa lacuna”, afirma.

 

Os recursos para o documentário vieram em sua totalidade da Fundação Carlos Chagas, presidida pelo conselheiro seccional da OAB SP, Fernando Freire.  “A Fundação Carlos Chagas, que está completando 48 anos, entende ser importante contribuir para retratar uma história tão relevante quanto da OAB SP, a maior seccional brasileira da Ordem dos Advogados do Brasil, até porque chegamos no passado a trabalhar com a Ordem aplicando o Exame de Ordem”, explica Freire.

 

 

O documentário tem Otávio Cury na produção; Daisy Perelmutter, na pesquisa de campo e Michael Wahrmann (Misha) como diretor.   Tanto Misha,  quanto Cury são  cineastas experientes e voltados ao cinema autoral. Atualmente, a equipe da Outros Filmes está terminando o processo de pesquisa e começará as filmagens no final de maio.

 

Trombetti comenta que pediu aos cineastas que o documentário não fosse uma coisa politizada, mas que retratasse a história , sem excluir fatos ou fontes. “Não podemos apagar ou reescrever a história, temos de ser fiéis a ela”, completa o conselheiro.

 

O filme dos 80 anos da OAB SP terá três versões. Um documentário de 70 minutos, uma versão extra com todas as entrevistas realizadas e editadas e uma terceira versão com todo o material bruto captado, voltado ao acervo da OAB SP. O lançamento do documentário está previsto para agosto deste ano, aproveitando o mês de comemorações do Dia do Advogado.

 

Quem tiver histórias e imagens interessantes sobre os 80 anos de história  da OAB SP pode entrar em contato com a Outros Filmes pelos e-mails da Comissão de Resgate da Memória da OAB SP: memoria.oab@oabsp.org.br ou veid@oabsp.org.br.(Assessoria de Imprensa: Santamaria Nogueira Silveira)