ADVOCACIA DO ABCDMR AGRADECE A SECCIONAL


09/05/2012

O 15º Encontro Regional de Advogados do ABCDMR realizado no último sábado (5/5), no auditório do Centro Universitário Anhanguera de Santo André, contou com a participação de cerca de 500 advogados de toda região.
O evento marcou o agradecimento da advocacia do ABCDMR à Seccional Paulista da OAB pela pronta atuação na tragédia do desabamento do edifício Senador, em fevereiro último, onde se concentravam muitos escritórios de advocacia. O advogado Luiz José Moreira Salata leu um manifesto de agradecimento por ter à Seccional obtido a suspensão dos prazos para os advogados no Tribunal de Justiça, TRF-3 e Justiça Trabalhista.

O vice-presidente da OAB SP e coordenador do Encontro Marcos da Costa lembrou o momento difícil. “Essa é mais uma razão desse trabalho que é feito pelos dirigentes da nossa OAB, quando houve a queda parcial do edifício onde 50 colegas tinham escritórios, nós imediatamente viemos a São Bernardo através da Caasp auxiliar esses colegas que se encontravam numa situação muito difícil, porque tiveram seus arquivos, documentos, atendimentos, todos prejudicados, porque o prédio sofreu a intervenção. A seccional e a subsecção de São Bernardo a imediata suspensão de prazos na justiça estadual, federal e trabalhista, no que fomos imediatamente atendidos, de forma dar amparo para esses colegas, dando relativa tranquilidade aos colegas”.

Para Marcos da Costa, o evento do ABC foi um grande sucesso, a exemplo dos demais encontros que sendo realizados desde o primeiro ano da gestão do presidente D’Urso. “Durante a reunião com dirigentes do ABCDMR no dia anterior ao encontro tivemos manifestações muito positivas, a demonstrar o acerto da gestão do presidente D’Urso. Presidentes de subseções que vieram falar vieram testemunhar, não só a qualidade administrativa da gestão, a seriedade, a ética como é conduzida os destinos da nossa OAB, mas como também essa liderança que é o presidente D’Urso”, ressaltou.

Balanço

No evento, o presidente Luiz Flávio Borges D’Urso, lembrou, do inicio da primeira gestão. “Marcos da Costa, hoje meu vice-presidente, estava ao nosso lado recuperando as finanças da Ordem. Pegamos a ordem quebrada, a gestão anterior, não fez os repasses obrigatórios à CAASP e ao  conselho federal, e com isso nos deixou débitos expressivos, 32 milhões de débito para com a CAASP, 6 milhões de débito para com o conselho federal e um patrimônio liquido negativo em 6 milhões. Hoje, as finanças estão saneadas e temos um patrimônio líquido de R$ 70 milhões positivo”, assegurou.

Em um balanço da administração, o presidente D'Urso afirmou que as intimações gratuitas on-line foram uma conquista importante para os advogados. “Este serviço que a OAB faz representa uma economia para o advogado, o profissional tinha que contratar fora, e o que hoje não se gasta mais é quase o que o advogado paga para a ordem por sua anuidade. Uma das figuras chaves nessa construção desse projeto foi o vice Marcos da Costa, com luta e desafio”.

O presidente D’Urso disse, ainda, que quer ser lembrado como o presidente da defesa das prerrogativas. “É um registro que gostaria de fazer, porque se eu quero ser lembrado, que o seja como um presidente da ordem que lutou incansavelmente pelas nossas prerrogativas, desde o primeiro dia, isto foi uma obstinação, foi uma luta permanente, ampliando os desagravos, fazendo desagravo em praça pública contra autoridades que violam as nossas prerrogativas, processando-as e representando-as" concluiu.

O presidente da CAASP Fábio Romeu Canton Filho, explicou a importância da Caixa na vida do advogado, mas salientou o problema  na comunicação. “Os advogados oferecem resistência a esta interação, principalmente sobre a anuidade. São mais de mil salas de apoio, com computadores, maquinas de xerox e fax, e ainda 20% do total recebido vão para os benefícios, entre eles descontos em farmácia, adesão a plano de saúde, parcerias com instituições de ensino e entretenimento", ressaltou.

O palestrante Nelson Sussumu Shikicima encerrou o encontro expondo os “Aspectos Relevantes no Direito de Família e Sucessões”. A Palestra trouxe uma novidade assim denominada, um novo modelo de família está surgindo, a Polo afetividade, 1 homem casado com 2 mulheres e vice-versa, será a nova formulação de família, provavelmente daqui a 10 anos.

Homenagem aos decanos

Na abertura do Encontro foram homenageados seis decanos, que receberam das mãos do presidente da OAB SP Luiz Flávio Borges D’Urso; do vice-presidente Marcos da Costa e dos presidentes das respectivas Subseções, uma placa de Aço alusiva à homenagem.

Foram homenageados Márcio Cammarosano, OAB de Santo André; Edison Leite, de Diadema; Aureliano Monteiro Neto, de Mauá; Kentaro Kamoto, de Ribeirão Pires; Nevino Antonio Rocco, de São Bernardo do Campo e José Maria de Castro Bernils de São Caetano do Sul.  Márcio Cammarosano , ex-conselheiro seccional, que presidiu a Comissão Eleitoral da OAB SP, afirmou estar honrado com a homenagem  promovida pela Seccional às quatro décadas de trabalho sério que desenvolveu na advocacia.

 

Veja a íntegra do Manifesto

MANIFESTO DOS ADVOGADOS DE SÃO BERNARDO DO CAMPO QUE MANTINHAM ESCRITÓRIOS NO COMDOMINIO EDIFICIO SENADOR, À AVENIDA ÍNDICO, Nº 30 – JARDIM DO MAR.

A Cidade de São Bernardo do Campo foi surpreendida pela ocorrência do desmoronamento parcial do Edifício Senador, no dia 06 de fevereiro último, às 19,30 h, ainda inexplicável e sem causa, o que provocou a interdição total do prédio pela Defesa Civil e 1º DP, das 74 salas ocupadas por diversos profissionais, impedindo assim o ingresso dos seus ocupantes, principalmente dos mais de 40 advogados ali estabelecidos com os seus escritórios.

O Dr. Leandro Piccino – Presidente da Subseção local, no dia posterior, ou seja, 07 de fevereiro rumou para São Paulo, e foi recebido pelo Dr. Luiz Flávio Borges D’Urso – Presidente da Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil, e pelo Dr. Marcos da Costa – Vice-Presidente da Seccional e Presidente da Comissão Especial de Assuntos do Poder Judiciário, relatando o grave incidente, e foram recebidos em audiência pelo Desembargador Ivan Sartori – Presidente do Tribunal de Justiça, de posse de oficio solicitando providências para o encontro das soluções próprias e cabíveis no resguardo do pleno exercício profissional dos advogados.

Os misteres da Comissão Especial de Assuntos do Poder Judiciário presidia pelo Dr. Marcos da Costa, demonstrou toda a necessidade dos seus misteres e existência, pois de maneira rápida e eficiente, prontamente o Desembargador Ivan Sartori despachou recomendando a todos os Magistrados de 1º e 2º Graus, a suspensão dos prazos dos processos onde continham os instrumentos de procuração aos advogados com o endereço do prédio do Edifico Senador, tendo sido publicada tal decisão já na quarta-feira, dia 08 de fevereiro, no Diário Oficial da Justiça, quando ainda os advogados estarrecidos, nem assim pensavam para esse importante aspecto dos prazos processuais.

Igualmente, se dirigiram aos Presidentes do Tribunal Regional Federal da 3ª. Região e Tribunal Regional do Trabalho, os quais aquiesceram do mesmo modo, determinado aos Magistrados e Desembargadores Federais, o mesmo tratamento dispensado pelo Tribunal de Justiça.

Tal concessão persiste, bastando apenas o advogado envolvido e carecedor das providências, justificar a necessidade de nova suspensão dos feitos.

Tais iniciativas vislumbram e compõem um relacionamento da Comissão Especial de Assuntos do Poder Judiciário com os Membros da cúpula do Poder Judiciário, visando soluções de ordem prática nas atividades comuns dos componentes o que se constitui em grande progresso na consecução dos fins para tranqüilidade do funcionamento das instituições.

Ainda, cabe destacar a interferência do Dr. Fábio Romeu Canton Filho – Presidente da CAASP, o qual determinou a visita de funcionários da entidade, para São Bernardo do Campo, para as providencias destinadas aos auxilio para aqueles que demonstraram necessidade, para tanto.

Por fim, conscientes de que a Seccional Paulista da Ordem dos Advogados do Brasil está nos amparando, nesse triste e lamentável episódio, estamos agradecidos.

Luiz José Moreira Salata

advogado