OAB SP PEDE AO TJ-SP RESTABELECIMENTO IMEDIATO DA CARGA RÁPIDA NO ESTADO


01/08/2012

A OAB SP protocolou nesta quarta-feira (1/8), na Corregedoria Geral de Justiça, ofício solicitando o imediato restabelecimento da carga rápida em São Paulo, com a volta do Provimento 20/2011, que foi uma vitória da OAB SP, numa luta pela ampliação da carga rápida em todo o Estado.

"A   atual gestão da OAB SP vem atuando incansavelmente na defesa das prerrogativas profissionais dos advogados, especialmente quanto à retirada dos autos para obtenção de cópias, uma luta que começou em 2004. E a recente decisão do CNJ, em mandado de segurança impetrado por advogados, reconhece essa luta da advocacia por meio da OAB SP”, afirmou Marcos da Costa, presidente em exercício da OAB SP.

Segundo Costa, a OAB SP comemora o restabelecimento da carga rápida para os advogados, ainda que sem procuração nos autos, que havia sido concedida, a pedido da OAB SP, pelo então corregedor geral de Justiça de São Paulo, Maurício da Costa Carvalho Vidigal, em agosto de 2011, através do Provimento 20 e que foi revogado pelo atual corregedor geral do TJ-SP, José Renato Nalini, por meio do Provimento 9/2012.

Desde a edição do Provimento 9/2012,  a OAB SP  vinha lutando  para recuperar o direito  dos advogados à carga rápida,  mantendo diálogo com o presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, desembargador Ivan Sartori e, em paralelo, advogados apresentaram reclamação ao Conselho Nacional de Justiça, que acatou o pedido.


O ofício da OAB SP foi protocolado no TJ-SP pessoalmente pelo presidente em exercício da OAB SP, Marcos da Costa; pela secretária-geral adjunta, Clemencia Beatriz Wolthers; pelo diretor-tesoureiro, José Maria Dias Neto; pelo presidente da Comissão de Direitos e Prerrogativas da OAB SP, Antonio Ruiz Filho; pelos vice-presidentes da Comissão, Livio Enescu e Luiz Roberto Mastromauro e pelo presidente da Comissão dos Acadêmicos de Direito, Alecksander  Mendes Zakimi.