SUBSECÇÃO DE SANTA ISABEL COMEMORA 25 ANOS


13/08/2012

O presidente em exercício da OAB SP, Marcos da Costa, abriu a solenidade de comemoração dos 25 anos da Subsecção de Santa Isabel, na última quinta-feira (9/8), às 20 horas, na Câmara Municipal de Santa Isabel. Na ocasião, o conselheiro seccional e diretor da Casa da Memória da OAB SP, Fabio Marcos Bernardes Trombetti, entregou ao presidente da Subsecção, Roberto José Valinhos Coelho , um fac simile da ata que constituiu a Subseção em 25 de agosto de 1987.

 Em seu discurso, Marcos da Costa fez referência à proximidade do 11 de agosto, Dia do Advogado e ressaltou que não há nas Américas  uma entidade similar à OAB SP, que normatiza , promove defesa, seleção, inscrição e controle  disciplinar dos profissionais, pois nos demais países estas atribuições estão nas mãos do Judiciário. “ No Brasil, os advogados ajudaram a construir a história esse país, não apenas liderando a sociedade nos mais importantes movimentos sociais, mas com seu trabalho diário, sério, honesto, combatendo injustiças e, assim, fazendo a diferença na vida das pessoas“, disse cumprimentando a Subsecção de Santa Isabel pelo Jubileu  de prata e todos os advogados por sua data comemorativa.

 

Ao se pronunciar, o  presidente de Santa Isabel , Roberto Valinhos Coelho,  fez um apanhado da história da Subsecção, que começou a ser constituída em 1987 por um núcleo de 30 advogados de Arujá, Igaratá e Santa Isabel, oriundos da Subsecção de Jacareí, que resolveram fundar a nova Subseção, hoje com 140 advogados.  O presidente  Roberto Valinhos também agradeceu sua diretoria e   membros de comissões, e a Seccional, em nome de Marcos da Costa, pelo apoio incondicional  à  Subsecção de Santa Isabel.

 

O prefeito de Santa Isabel,  Hélio Buscarioli,  ressaltou que aquele era um dia especial porque a OAB de  Santa Isabel comemorava 25 anos. Também lembrou que quando estudante, apenas 2  alunos de uma classe de 40 continuariam os estudos. “ Naquela época,  estudar  - inclusive Direito - era difícil, havia poucas escolas e era só para quem tinha recursos”.

 

O conselheiro Fábio Trombetti também ministrou palestra  durante o evento sobre a independência do advogado e iniciou comentando que a trajetória de Marcos da Costa refletia bem o tema da sua manifestação, porque ele , enquanto diretor-tesoureiro nas duas últimas gestões  da OAB SP, promoveu a autonomia financeira e administrativa das Subsecções.

Trombetti citou , ainda, algumas lideranças que foram ou são paradigmas da independência da classe, como o primeiro presidente  da OAB SP, Plínio Barreto,  e os presidentes Cid Vieira de Souza Filho e Raimundo Pascoal Barbosa, além do decano Paulo Sérgio Leite Fernandes. Todos atuaram fortemente na defesa das prerrogativas profissionais dos advogados.

 

Trombettti destacou que a criação do Estatuto da Advocacia e da OAB , em 1994, foi fundamental para consolidar a independência de atuação dos advogados e da OAB:  "A independência na advocacia é mais do que necessária, é fundamental “. Afirmou, ainda, que os artigos 6 e 7 do Estatuto asseguram “a atuação destemida e a coragem moral da classe”.

 

Marcos da Costa e Valinhos também prestaram  homenagem , entregando láureas, aos ex-presidentes da Subsecção : José Tarcisio de Camargo Boccaro, Pedro Bellini Júnior, Francisco da Silva Almeida, Amauri Maiolino,  e Antonio Cláudio de Souza Gomes e “in memoriam” e  Roberto Rodrigues de Oliveira.

 

Também estavam presentes à cerimônia o vereador Orlando Gomes dos Santos, representando o presidente da Câmara Municipal, a juíza de direito da comarca  Cláudia Vilibor Breda, os conselheiros seccionais Carlos Kauffmann, Arlei Rodrigues, o vice-presidente da Comissão de Prerrogativas Luis Roberto Mastromauro e o delegado Carlos Alberto de Oliveira, entre outras autoridades.