MARCOS DA COSTA LAMENTA MORTE DE ADVOGADO EM CARAGUATATUBA E PEDE IMEDIATA APURAÇÃO


24/08/2012

O presidente em exercício da OAB SP, Marcos da Costa, lamentou a morte do advogado Diego Luiz Berbare Bandeira, assassinado com 14 tiros, na última quinta-feira (23/8), por volta das 18h40 na porta de sua casa, em Caraguatatuba, no bairro Rio do Ouro.

“Vamos acompanhar as investigações sobre esse crime bárbaro e exigir sua imediata apuração e punição dos envolvidos. A advocacia está entristecida com mais esse episódio de violência, porque o trabalho do advogado é voltado à defesa dos direitos e garantias dos cidadãos e, quando um advogado é assassinado, essa agressão afeta toda a sociedade”, disse Marcos da Costa, presidente em exercício da OAB SP.

De acordo com a presidente da Subseção de Caraguatatuba, Gislayne Macedo de Almeida, dois homens com capacetes, ocupantes de uma moto, executaram Bandeira. “Era um advogado aguerrido e ativo. Foi uma grande perda da advocacia. Infelizmente, a violência está atingindo a todos”, afirmou a presidente.

Paulistano, Bandeira tinha 38 anos de idade, era advogado criminalista e membro da Comissão de Direitos Humanos da OAB de Caraguatatuba. Graduou-se pelas Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU), turma de 2006.

Em junho, ele e a advogada Aline Carlota haviam denunciado na Assembleia Legislativa de São Paulo as condições insalubres, tortura e falta de atendimento médico no Centro de Detenção Provisória de Caraguatatuba. Os advogados e o deputado Marco Aurélio também denunciaram relatos de abuso policial, tortura e extorsão à Procuradoria Geral do Estado. Os casos fazem parte de uma linha de investigação do homicídio.


ASSESSORIA DE IMPRENSA
Telefone (11) 32918175/77/78/79/81/9995-9796
Assessoria.imprensa@oabsp.org.br