PRESIDENTE DA OAB RECEBE TÍTULO DE CIDADÃO PAULISTANO


11/12/2012

Em sessão solene da Câmara Municipal de São Paulo, realizada na sede da OAB SP, o presidente do Conselho Federal da Ophir Cavalcante, recebeu nesta terça-feira (11/12) o Título de Cidadão Paulistano, entregue pelo vereador proponente e presidente da sessão, Floriano Pesaro.

 

Ao lado do pai, Ophir Filgueiras Cavalcante, membro honorário vitalício da OAB; da esposa Marici  e da madrasta Célia Cavalcante,  o presidente Ophir Cavalcante afirmou estar emocionado com a honraria e que sua  relação com São Paulo é uma relação que todos os brasileiros têm: “ de admiração, de carinho, de respeito a essa cidade maravilhosa . Também é uma relação de muita cordialidade e de proximidade com a  advocacia paulistana”.

 Ophir  Cavalcante afirmou que visitou incontáveis vezes São Paulo, participando de eventos importantes para a cidadania brasileira e  que São Paulo sempre agrega, acolhe. “Portanto, o trabalho que desenvolvemos aqui nos últimos anos é que levou  o vereador Floriano Pesaro e a Câmara Municipal de São Paulo, por unanimidade, a nos conceder esse título, que  é o resultado de um trabalho de fortalecimento da Justiça. Fortalecimento a partir da advocacia, do bom funcionamento, de uma forma célere da Justiça brasileira. O cidadão brasileiro só terá a dignidade constitucional se ele tiver um Poder Judiciário forte, uma Justiça ágil, eficaz, independente”, prognosticou. 

Paraense, citou música de Dorival Caymi para dizer que também pegou o Ita do Norte, esse transporte imaginário pelo qual percorreu nos últimos três anos todo o país.Citou as grandes lutas que empreendeu ao longo de  sua gestão, como a lei da Ficha Limpa, Exame de Ordem unificado , fortalecimento do CNJ, prerrogativas profissionais, entre outras.

 O presidente do Conselho Federal citou, também,  que nada lhe dava mais orgulho do que ser advogado e que dividia o título de cidadão com toda advocacia brasileira, mas, sobretudo com a advocacia paulistana: “ Essa advocacia que tem lutado no seu dia a dia, tem afirmado os valores da advocacia brasileira e da Justiça em nosso país. Por isso eu quero agradecer à Câmara, agradecer aos filhos de São Paulo e agradecer, de modo geral, os brasileiros que prestigiaram o nosso mandato na OAB e nos credenciaram a receber esse título”.

  Ao fazer uso da palavra, o presidente da OAB SP, Luiz Flávio Borges D´Urso destacou entre as qualidades de Ophir Cavalcante a lealdade e evidenciou o trabalho que ele desenvolveu em prol da advocacia: “Os advogados de São Paulo estão em festa, porque o presidente  Ophir, uma das figuras mais ilustres hoje entre os advogados, recebe esse honroso título e encerra sua gestão em profícuo trabalho em prol da advocacia e da cidadania. Seu trabalho é reconhecido por toda a sociedade, sua contribuição para a advocacia marca seu tempo, sua história. Hoje é um dia de alegria para aqueles que estão próximos ao  presidente Ophir e acompanham sua trajetória profissional e dedicação às causas maiores da advocacia e cidadania.”, afirmou.

 O presidente eleito da OAB SP para o triênio 2013/2015, Marcos da Costa elogiou Ophir Cavalcante Júnior e destacou seu caráter, sua dedicação à causa da advocacia e zelo com a causa da moralidade pública. “Se hoje São Paulo concede o título de cidadão paulistano ao presidente Ophir Cavalcante, nessa mesma data o presidente do Conselho Federal concede um presente para a advocacia paulista - a nova sede, adquirida com recursos do Conselho Federal”, ressaltou Costa.

 Ao entregar o título de Cidadão Paulistano ao presidente Ophir Cavalcante, o vereador Pesaro citou as lutas empreendidas pelo homenageado, como a aprovação da Lei da Ficha Limpa, um dos motivos que levou a Câmara Municipal à agraciá-lo com o título. “Uma das principais qualidades do presidente Ophir  foi justamente a defesa de um princípio que nós defendemos na Câmara Municipal de São Paulo e tivemos a oportunidade de implantar na cidade de São Paulo, que é a Lei da Ficha Limpa. Nós fomos inspirados por ele, que levou adiante o Projeto de Lei, agora transformado em lei, que vai ajudar o Brasil a ter homens públicos com o passado limpo”, acrescentou.

Para o vereador, a lei estimulará todos os homens a se manterem dentro da probidade, da responsabilidade, da honestidade. Pesaro afirmou, ainda, que Ophir tem “um compromisso com aquilo que acreditamos, que é a justiça social, a inclusão social, Ophir é um homem que defende a garantia dos direitos, especialmente na área dos diretos humanos, no combate às discriminações. Ophir é um legalista, um homem que defende a sociedade através do Direito e por isso a Câmara Municipal de São Paulo faz esta justa homenagem a este homem que brilha no Brasil através do Direito”, concluiu.

 O pai do homenageado, Ophir  Filgueiras Cavalcante, ex- presidente do Conselho Federal,  explicou a ligação da família Cavalcante com São Paulo:“É uma ligação muito forte. Desde 1983, quando o presidente da Seccional de São Paulo ainda era o Márcio Thomaz Bastos, teve início essa amizade muito grande. Depois disso, fui presidente da Seccional do Pará e o Márcio de São Paulo. Os anos foram passando, o Márcio foi candidato a presidente e me convidou para ser vice-presidente do Conselho Federal e depois o sucedi na presidência do Conselho Federal, em 1991. Portanto,essa ligação do Pará com São Paulo é muito grande. Mais precisamente da nossa família com São Paulo. Todos os presidentes que passaram aqui por São Paulo se tornaram grandes amigos: Biggi,  Approbato,  Batochio,  Mariz, que foi até meu padrinho de casamento.  A partir daí, veio a candidatura do meu filho que, graças a São Paulo que deu apoio, foi  vitoriosa. E  hoje, você vê que  a ligação continua. Estamos aqui e meu filho está recebendo o título de cidadão paulistano. Isso me dá motivo de satisfação, alegria e muito orgulho de pertencer à família OAB.

 

Também participaram da sessão solene: o vice-presidente do Conselho Federal da OAB, Alberto de Paula Machado; o secretário-geral da OAB Nacional, Marcus Vinicius Furtado Coêlho; o secretário-geral da OAB SP,  Braz Martins Neto; a secretária-geral adjunta, Clemencia Wolthers; o diretor tesoureiro, José Maria Dias Neto;  a diretora-adjunta Tallulah Carvalho; o  conselheiro federal eleito por São Paulo, Marcio Kayatt; o vice-presidente da Associação dos Advogados de São Paulo, Sérgio Rosenthal; os juristas , que receberam a  medalha Rui Barbosa da OAB, Fábio Konder Comparato e José Afonso da Silva, entre outras autoridades.