BEDRAN PASSA A INTEGRAR GALERIA DE EX-PRESIDENTES DO TJ-SP


06/03/2013

O presidente da OAB SP, Marcos da Costa, prestigiou a cerimônia de descerramento do retrato de José Roberto Bedran, ex-presidente do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ SP), no Salão dos Retratos, no Palácio da Justiça. O retrato teve o descerramento feito pela esposa do desembargador, Roseli Damianovich.

“José Roberto Bedran faz parte da história do Judiciário bandeirante e sua atuação à frente do maior Tribunal do país é merecedora de apreço e  homenagens. Sempre foi um magistrado empenhado em aprimorar a Justiça”, disse Marcos da Costa, presidente da OAB SP.

Revelando-se emocionado, o ex-presidente do TJ SP  agradeceu aos presentes pela homenagem e lembrou da trajetória, pontuando-a com os agradecimentos e reconhecimentos aos que colaboraram, desde servidores do Tribunal, que aturam no seu gabinete, até juízes convocados e desembargadores. “São dois motivos de honra e glória em minha simples vida profissional, de quarenta e dois anos de magistratura, dezoito dos quais como integrante deste Tribunal de Justiça. A convocação e agora escolha do meu nome são, sem dúvida, agregadas ao longínquo fato do próprio ingresso na carreira, desde janeiro de 1969, a maior conquista e o mais valioso prêmio que um juiz poderia almejar um dia receber”, afirmou Bedran.

 

José Roberto Bedran foi integrante da 2ª Câmara de Direito Privado e é natural de Taquaritinga (interior de São Paulo). Graduado pela turma de 1967 da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo – Largo São Francisco, ingressou na magistratura em 1969, nomeado para a 9ª Circunscrição Judiciária, com sede em Barretos.  Foi juiz nas comarcas de Piratininga e Itanhaém, e promovido a desembargador em 1984, pelo critério de merecimento, tomando posse no mesmo ano.

 Em nome do Tribunal, o  desembargador Hamilton Elliot Akel  fez a saudação ao desembargador Bedran e  destacou  que o ex-presidente sempre foi considerado uma das inteligências mais brilhantes da corte, mas que nunca perdeu a simplicidade e, embora tenha tido uma extensa carreira na magistratura, nunca foi dado a pompas, nem mesmo quando guindado a presidente do Tribunal.

Fechando o evento, o presidente do TJ-SP, desembargador Ivan Sartori,  ressaltou o trabalho exemplar realizado por Bedran no Tribunal de Justiça,  o que vem facilitando o trabalho da gestão atual. Também citou o fato da cerimônia ser concorrida, a demonstrar o quanto ex-presidente é querido. “ Essa cerimônia só nos emociona e engrandece”, disse  Sartori.

Participaram da cerimônia, o ex-presidente do STF, ministro aposentado, Cezar Peluso; a  secretária da Justiça e da Defesa da Cidadania, Eloisa Arruda, representando o governador; o vice-presidente do TJ-SP, José Gaspar Gonzaga Franceschini; o corregedor-geral da Justiça, José Renato Nalini; o ministro aposentado do Superior Tribunal de Justiça Massami Uyeda; o ouvidor do TJ-SP desembargador Mohamed Amaro; o decano do Tribunal de Justiça Francisco Roberto Alves Bevilacqua, entre outras autoridades.