PRESIDENTE DA OAB-RO VISITA A OAB SP


02/04/2013

Nesta segunda-feira (1/4), às 15 horas, o presidente da OAB SP, Marcos da Costa, recebeu a visita de Andrey Cavalcante de Carvalho, presidente da Seccional de Rondônia. O encontro de cortesia teve como objetivo a troca de experiências e o estudo de termos de cooperação entre as duas Seccionais.

O presidente Marcos da Costa colocou-se à disposição para colaborar apontando soluções, principalmente frente a três preocupações do presidente Cavalcante – Escola Superior de Advocacia, peticionamento eletrônico e prerrogativas profissionais dos advogados. “Assim como tenho pregado a sinergia entre entidades coirmãs da advocacia, defendo uma atuação mais próxima de todas as seccionais na busca de soluções conjuntas para problemas comuns”, disse Costa.

Tanto em São Paulo, onde o peticionamento eletrônico na justiça estadual começou este ano; quanto em Rondônia, onde o peticionamento eletrônico já está presente em todo o Estado, muitos problemas são similares. Segundo Cavalcante, apenas 20% dos cerca de 6 mil advogados rondonienses têm o certificado digital. Além disso, as Salas dos Advogados ainda não estão devidamente equipadas, mas já há previsão de instalação de computadores, scanners e tokens em todas elas, padronizando-as.

Uma demanda da advocacia rondoniense deve aproximar as duas seccionais. O presidente da OAB-RO afirmou durante a campanha eleitoral de 2012,  os advogados de Rondônia explicitaram uma demanda pela  ampliação – em conteúdo e território – da Escola Superior de Advocacia daquela Seccional. “Sem dúvida o modelo da ESA paulista é referência, temos de colher esta experiência”, ponderou Carvalho, que completou: “é prioridade levar a ESA para todo o Estado”.  O primeiro passo para ampliar a ESA além da capital, Porto Velho, será dado no dia 5 de abril, com aula inaugural no município de Cacoal, no centro do Estado.

Em São Paulo, Andrey Cavalcante Carvalho deixou claro outro compromisso: a defesa das prerrogativas do advogado. “Teremos um dialogo respeitoso com as instituições, mas sempre que a Ordem for chamada ela irá enfrentar, por que se trata de questão coletiva”, concluiu Carvalho. O presidente de Rondônia também participou da visita do secretário de Reforma do Judiciário , Flávio Crocce Caetano.