MARCOS DA COSTA ELOGIA ESCOLHA DE REPRESENTANTES DA OAB NO CNJ E CNMP


09/04/2013

O presidente da OAB SP, Marcos da Costa, que participa da reunião do pleno do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, em Brasília, elogiou a escolha dos novos representantes da advocacia, indicados ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e ao Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP): Paulo Eduardo Pinheiro Teixeira e Gisela Gondin Ramos (CNJ) e Walter de Agra Júnior e Esdras Dantas de Souza (CNMP).

“Os quatro indicados pelo Conselho Federal da OAB reúnem qualidades que atestam competência e compromisso com a Justiça e a advocacia. Tenho certeza que a classe continuará bem representada nos dois órgãos de controle externo da Magistratura e do Ministério Público”, disse Marcos da Costa.

A votação, seguindo o regimento interno da OAB, ocorreu na última segunda-feira (8/4), em sessão extraordinária do Pleno, aberta ao público. Antes, todos os candidatos passaram por sabatina, com a participação dos 81 conselheiros federais.

Os advogados eleitos pela entidade serão ainda sabatinados pelo Senado Federal e deverão ter os nomes aprovados pelo plenário da Casa, para então serem nomeados aos cargos pela presidente da República, Dilma Rousseff.

 

Veja as biografias resumidas dos indicados:

- Paulo Eduardo Pinheiro Teixeira (CNJ)

Natural de Natal (RN), é professor de Direito do Trabalho em diversas instituições potiguares, o advogado foi presidente da OAB-RN, por dois mandatos consecutivos, de 2007 a 2012. Atualmente, integra o Conselho Federal.

- Gisela Gondin Ramos (CNJ)

Natural de Florianópolis (SC), foi conselheira da OAB-SC e integrou a diretoria no triênio 1998/2000. Atuou como conselheira federal nos triênios 2004/2007 e 2007/2010. Em 2012, assumiu novamente a vaga no Conselho Federal, onde permanece até os dias atuais. É autora de inúmeras obras jurídicas e membro efetivo do Instituto dos Advogados do Brasil (IAB).

- Walter de Agra Júnior (CNMP)

Natural de Campina Grande (PB), tem especialização em Direito Processual Civil e mestrado em Direito Processual pela Universidade Católica de Pernambuco. Na OAB da Paraíba, foi conselheiro seccional de 1997 a 2006 e, no Conselho Federal, atuou como conselheiro, além de presidir a Comissão Nacional de Exame de Ordem entre 2010 e 2012. Atualmente, integra a OAB Nacional como conselheiro federal.

- Esdras Dantas (CNMP)é  pós-graduado em Direito Público Interno, já foi professor em instituições de ensino superior. Na OAB-DF, foi conselheiro seccional por cinco mandatos e presidiu a entidade de 1991 a 1995. Foi conselheiro federal por quatros mandatos consecutivos e ocupou o cargo de diretor-tesoureiro da OAB Nacional, no triênio 2001/2004.