EM POSSE, PRESIDENTE DE LENÇÓIS EXORTA O TRABALHO CONJUNTO DOS ADVOGADOS


30/04/2013

O presidente da OAB-Lençóis Paulista, Lexandro Paulo Godinho Brigido, citou Winston Churchil, John F. Kenedy e Içami Tiba - em seu discurso de posse na última quinta-feira (25/04), às 15 horas, na Câmara Municipal de Lençóis, para ressaltar que a OAB SP prescinde do trabalho e da união dos advogados.

A posse festiva contou com a presença do presidente da OAB SP, Marcos da Costa, que empossou além do presidente: José Moraes Salles Neto, vice-presidente; Glauco Temer Feres, secretário geral; Vicente Bento de Oliveira, secretário adjunto; e Oscar Galli, tesoureiro.

Lexandro afirmou que incluía Marcos da Costa no rol de seus amigos pessoais e desejou a ele, à frente da Seccional, um profícuo trabalho: “Juntos vamos atingir todas as metas em prol da advocacia”. Também citou o secretário geral da OAB SP, Caio Augusto Silva dos Santos, “que nos engrandece como primeira liderança do interior a compor a diretoria da Seccional”.

Fez referência ao processo eletrônico, que está chegando à comarca de Lençóis e que a OAB SP vem propiciando cursos e palestras para preparação dos advogados para essa mudança. Ressaltou que é o quinto presidente da subsecção, enfatizando a importância dos que o antecederam em uma subsecção nova, de apenas 20 anos, que teve com primeiro presidente Vicente Bento de Oliveira.

O presidente de Lençóis afirmou, ainda, que a advocacia Lençoense clama pela sua sede própria, dotada de auditório. Por fim, citou o médico psiquiatra Içami Tiba para reforçar a necessidade de a advocacia trabalhar mais e  unida na OAB: “quem quer fazer alguma coisa, encontra um meio, Quem não quer fazer nada, encontra uma desculpa”.

Feliz coincidência

A prefeita de Lençóis Paulista, Isabel Cristina Lorenzetti, citou uma coincidência feliz de datas entre a posse da nova diretoria da OAB-Lençóis Paulista e o aniversário da cidade, que completa 155 anos no dia 28 de abril.

Disse reconhecer a importância da atuação da Ordem de São Paulo e de Lençóis na pacificação dos conflitos e na defesa da cidadania. Citou que a prefeitura fez a doação de um  terreno de 2 mil metros para a construção da Casa do Advogado e  espera que, ainda dentro do mandato de Marcos da Costa, ele volte à cidade para essa aguardada inauguração.

O diretor-tesoureiro da Caixa, Célio Luiz Bittencourt, falou sobre questões voltadas à atuação da Caixa, destacando que desde 2004 a Caasp vem lutando para criar um convênio médico para os advogados do interior, que agora será viabilizado pela Federação da Unimedes. Também destacou as campanhas promovidas pela Caixa, de vacinação contra gripe, saúde bucal, saúde da mulher, entre outras.

Casa do Advogado

Ao encerrar a série de discursos, o presidente da OAB SP, Marcos da Costa fez uma análise da PEC-37, que trata dos poderes de investigação do Ministério Público, ressaltando que a Ordem pretende mobilizar a advocacia pela sua aprovação. “Nós temos combatido essa pretensão do MP de promover investigação criminal por algumas razões. A primeira delas decorre do fato de que o Estado brasileiro adotou o regime de separação de funções e tem servido de modelo no que diz respeito à busca do ideário da Justiça. O Estado separa as funções de investigação, de acusação e de julgamento, atribuindo o poder de investigação à polícia judiciária (federal e estadual), à qual não compete acusar ninguém. À polícia compete apurar fatos com neutralidade e com isenção. O MP acusa e o Judiciário, julga. Isso garante uma paridade de armas entre defesa e acusação, porque se a acusação também investigar esse equilíbrio estará quebrado”, criticou.

 

Quanto à construção da Casa do Advogado e da Cidadania, Marcos da Costa explicou que a OAB SP constrói por lotes de edificações, uma vez que utiliza financiamento do BNDES. “Temos 14 casas que serão entregue em breve e ao iniciarmos novo processo, não tenham dúvidas que Lençóis Paulista estará incluída”, anunciou, sendo entusiasticamente aplaudido. Terminou o discurso citando o presidente americano Abraham Lincoln que, ao agradecer uma homenagem, disse que as honrarias têm duração breve, mas que o exemplo é eterno. “Isso serve de farol todos nós”, concluiu Costa.

 

Também participaram da posse:  o secretário-geral da OAB SP, Caio Augusto Silva dos Santos; o conselheiro Ailton Gimenez; o vereador André Pacola Sasso, representando o presidente da Câmara, os presidentes das subsecções de Agudos, Ibitinga, Pederneiras e Botucatu, respectivamente, Marcio Fernando de Souza Lopes, Marco Aurélio Sabione, Maurício Possebon Neto e André Murilo Parente Nogueira.

 

Ao final da cerimônia foram entregues cestas de produtos da região às autoridades presentes.