COMISSÃO DA MULHER ADVOGADA DA OAB SP QUER REAVIVAR O DIA NACIONAL DA MULHER ( 30/04)


30/04/2013

A Comissão da Mulher Advogada da OAB SP quer reavivar a comemoração do Dia Nacional da Mulher (30 de abril) , pouco celebrado no país. “ Todo mundo só lembra do Dia Internacional da Mulher, o 8 de março, mas a nossa data é uma homenagem a Jerônima Mesquita, precursora da luta das mulheres no Brasil. Nesta data quero lembrar a trajetória das mulheres que fizeram parte de lutas e conquistas pelos nossos direitos, ultrapassando obstáculos e derrubando tabus com coragem e reconhecimento.”, disse Gislaine Caresia, presidente da Comissão da Mulher Advogada da OAB SP.

A data foi criada há mais de três décadas, por meio da Lei 6.971/1980, que instituiu o dia 30 de abril como Dia Nacional da Mulher , em homenagem a  Jerônima Mesquita nasceu em Leopoldina (MG), em 30 de abril de 1880,  e foi uma das fundadoras da Federação Brasileira pelo Progresso Feminino (FBFF), em 1922. Ela foi uma das precursoras na luta pelo direito ao voto feminino, com participação no movimento sufragista de 1932 .

Antes da atuação em prol dos direitos das mulheres, por imposição da família – motivada pelos costumes patriarcais da época – casou-se aos 17 anos, mas acabou por divorciar-se dois anos mais tarde. Foi voluntária da Cruz Vermelha de Paris durante a I Guerra Mundial e depois do fim do confronto continuou na instituição, porem na Suíça.

Depois desta fase, Jerônima, então com 29 anos, foi responsável pela fundação do Movimento Bandeirante no Brasil, em 1919. Em 1947, Ao lado de um grupo de companheiras fundou o Conselho Nacional das Mulheres, no Rio de Janeiro