PRESIDENTE DA OAB SP LAMENTA MORTE DE RUY MESQUITA


21/05/2013

O presidente da OAB SP, Marcos da Costa, recebeu com pesar a notícia do falecimento do jornalista Ruy Mesquita, diretor de O Estado de S. Paulo, nesta terça-feira (21/05), aos 88 anos, vítima de câncer.

“Além de ser uma referência no jornalismo brasileiro, no qual introduziu inúmeras inovações, Ruy Mesquita tem o mérito de ser um dos principais defensores do Estado de Direito no país, nas últimas décadas, e uma voz que expressou de forma coerente, na editoria de Opinião de O Estado de S. Paulo, convicções éticas e compromisso intransigente  com os valores republicanos”, disse Marcos da Costa.

Ruy Mesquita nasceu em 1925, era filho de Júlio de Mesquita Filho e neto de Júlio Mesquita. Graduou-se pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP. E começou no jornalismo como repórter, em 1948, ocupando também os cargos de redator e editor. Assumiu a direção de O Estado de S. Paulo em 1996 e nos últimos anos se dedicou à editoria de Opinião.

 

Durante a ditadura militar, enfrentou a censura prévia sobre os dois veículos do grupo Estado- O Estado de São Paulo e o Jornal da Tarde, que ele fundou em 1966, e publicava poesias e receitas no lugar das matérias censuradas, para burlar a severa vigilância dos censores, que chegaram a apreender uma edição.