OAB SP LANÇA NOVA CARTILHA SOBRE PROCESSO ELETRÔNICO NO SITE


28/06/2013

A OAB SP está disponibilizando no site da entidade (www.oabsp.org.br) uma nova cartilha com perguntas e respostas sobre processo eletrônico, com 170 questões sobe acessos, senhas, petição inicial.

A cartilha está dividida em oito capítulos que tratam de Processo Eletrônico e Certificação Digital; Requisitos Informáticos; Criptografia, Certificação e Assinatura Digital; Documentos Físicos, Eletrônicos, Digitais e Digitalizados; Adquirindo, Instalando e Testando o Certificado Digital; Peticionamento na Prática Iniciais e Intermediárias e Consultando Peças; Consultando Eletrônicos (Pasta Digital); e Outras Questões e Suporte.

 

“ A rapidez com que alguns tribunais vêm implantando o processo eletrônico  nem sempre condiz com as necessidades da classe, por isso a OAB SP vem promovendo uma série de iniciativas para auxiliar na inserção digital do advogado. Entre elas, essa nova cartilha que reúne informações práticas sobre o processo e o peticionamento digital”, explica o presidente Marcos da Costa.

 

 

A cartilha foi desenvolvida pelo advogado José Antonio Milagre, perito forense em Informática e Telecomunicações, LLM em Direito Penal e Processo Penal; MBA em Tecnologia da Informação; Certificações Internacionais em Segurança da Informação e Inteligência Cibernética; professor em cursos de graduação e pós-graduação.

 

Para o diretor de Cultura e Eventos, Umberto Luiz D’Urso, “a cartilha tem como objetivo ajudar os colegas a resolver as questões básicas e tirar dúvidas sobre o processo digital e o peticionamento eletrônico”.

 

 

Além dessa cartilha com perguntas e respostas, a OAB SP também disponibiliza no site mais duas cartilhas sobre peticionamento eletrônico. São elas: “E-Cartilha – Peticionamento eletrônico/Processo eletrônico”, com orientações sobre o peticionamento na Justiça do Trabalho; e “Peticionamento Eletrônico – Crimes de Alta Tecnologia”, com dicas para o peticionamento na Justiça Estadual de São Paulo, no Juizado Especial Federal, no Tribunal Regional Federal, no Superior Tribunal de Justiça e no Supremo Tribunal Federal.