EMPOSSADA NOVA DIRETORIA DE SÃO MIGUEL PAULISTA


01/07/2013

Na posse da Subsecção de São Miguel Paulista, no último sábado (15/06), na sede da subprefeitura local, às 10 horas, o presidente da OAB SP, Marcos da Costa, destacou que as conquistas obtidas pela Advocacia são sempre feitas a muitas mãos. Na sessão solene foram empossados: João Luiz Pomar Fernandes - presidente; Odalberto Delatorre - vice-presidente; Fabiano Correa Pereira – secretário-geral; Kellen Simone Bartulihe Okagawa Januario – secretária adjunta e José Antonio Nunes Ferreira da Silva – tesoureiro.

 

“A importância da conquista da Casa do Advogado, aqui várias vezes mencionada,  não é conquista só das lideranças, mas principalmente dos advogados. A advocacia tem a missão de ser porta-voz da sociedade civil, mencionada e reconhecida constitucionalmente”, afirmou o presidente Marcos da Costa, ressalvando que admira a advocacia de São Miguel por ser sincera, transparente e formada por advogados abnegados, sérios e qualificados.

Citou o presidente empossado, João Luiz Pomar, como amigo pessoal, além de exemplo de profissional e de vida. “Quando todos estavam preocupados com sua saúde, depois de um AVC, ele fez a reinauguração da Casa do Advogado, vencendo as dificuldades. Tenho certeza que fará uma nova gestão de muito sucesso. Daqui há três anos, todos os obstáculos que temos hoje à nossa frente estarão superados. Ninguém faz nada sozinho, conquistamos juntos.”, afirmou.

O presidente da OAB SP disse que os desafios do novo presidente e de sua diretoria são diversos e entre eles está o processo digital. “Estamos fazendo a nossa parte, fizemos um manual para o advogado, um vídeo tutorial, uma equipe de 40 colegas viaja pelo Estado para dar cursos diários aos colegas sobre peticionamento eletrônico, há um convênio pela Caixa com empresas para aquisição de computadores e scanners e reduzimos o preço do certificado digital”. Costa também citou que quando da criação do projeto digital, a OAB ingressou com Adin no Supremo e quando da implantação do peticionamento obrigatório pelo TJ-SP com medida no Conselho Nacional de Justiça para preservar os interesses dos advogados.

Face visível

Inicialmente, Pomar ressaltou ser um enorme prazer contar com a presença do presidente da Seccional na sessão de posse: “A presença de diretores e presidentes de subsecções constituem a união dos corpos diretivos de nossa entidade e emprestam prestigio às subseções”, disse. Também fez referência e saudou aos presidentes que o sucederam na Subsecção.

Pomar lembrou a inauguração da nova Casa do Advogado há um ano: “Ousei prometer que São Miguel jamais esqueceria esse benefício, já que a mudança da Casa era necessária, porque estávamos na antiga Casa, muito distante do fórum. São Miguel seguiu minhas palavras e concedeu a vitória mais folgada para a chapa para a Seccional”, destacou.

Ao saudar os integrantes das comissões temáticas da subsecção, Pomar disse que todos são “braço visível do corpo dirigente, dizendo que deveriam estar preparados para os elogios, mas também para as críticas, até porque nem Jesus Cristo foi unanimidade”. O presidente de São Miguel também citou ser importante a presença dos advogados na cerimônia, por serem eles  “a face visível da advocacia na região, aquela que labuta, sofre as agruras de nossa honrosa profissão e sabem o que é necessário fazer para que a OAB SP preste serviço de suporte e serviços à classe. Finalizou, conclamando:“ Vamos arregaçar as mangas e dar sequência ao trabalho desenvolvido”.

 

CAASP e Conselho

 

Para Sergei Cobra Arbex, secretário-geral da CAASP, a Caixa enquanto braço assistencial da OAB SP, só está separada da Ordem em termos contábeis. “Temos o desafio de aumentar a capacidade da rede de proteção ao advogado, que somente a advocacia tem. Marcos da Costa diz com propriedade que não conhece em nenhuma entidade de classe com maior demonstração de solidariedade do que a OABSP/CAASP tem”, afirmou.

Sergei comentou que a CAASP tem um desafio imenso: “Só para citar um deferimos ontem (15/06), beneficio aos advogados que aos 46 anos já tem um Parkinson avançado e tem a mão estendida da OAB SP/CAASP”, comentou. Citou ainda as farmácias e livrarias da Caixa que vendem a preço abaixo do mercado.

 

O conselheiro Edivaldo Mendes da Silva historiou o trabalho do presidente empossado na Subsecção de São Miguel: “Queríamos democratizar a subsecção, que era conhecida como subsecção de um só presidente. E foi difícil colocar o Pomar nessa posição, porque ele era avesso à política de classe. Sabendo disso, no retorno de uma viagem à cidade de Guaratinguetá, levei o João a uma reunião para composição de chapa, e ao final saiu ele como vice-presidente da chapa”, lembrou. Silva também lembrou que quando faltava cumprir a promessa da Casa e Pomar teve um AVC e não se sabia se ele sobreviveria sem sequelas. “Pomar driblou até a morte para cumprir suas promessas de campanha e inaugurar a Casa, por isso os advogados de São Miguel reconhecem o trabalho abnegado que faz para a advocacia” finalizou, também ressaltando o papel importante de Marcos da Costa na conquista da Casa.

Participaram da mesa diretora dos trabalhos: Carlos Roberto Fornes Mateucci, diretor tesoureiro da OAB SP, os conselheiros Antonio Jorge Marques, Edivaldo Mendes da Silva; Marcos Antonio Arantes de Paiva;  Rui Augusto Martins e Wudson Menezes Ribeiro  e os presidentes das subsecções de Aruja, Celso do Prado Teixeira; Itaquera, Eudécio Teixeira  Ramos; Guarulhos, Fábio de Souza Santos e Penha de França, Márcio Gonçalves.