OAB SP PARTICIPA DAS COMEMORAÇÕES DA REVOLUÇÃO DE 32


12/07/2013

No dia 9 de julho, o presidente da OAB SP, Marcos da Costa, participou das comemorações da Revolução Constitucionalidade de 1932, no Parque do Ibirapuera, onde o correu o 81º Desfile de cadetes do Barro Branco, grupos de escoteiros, combatentes e militares. O movimento de 32 mobilizou os paulistas em torno da ideia da promulgação de uma nova Constituição para fazer frente ao governo provisório getulista, que suprimiu a Carta Magna e promoveu um golpe de estado, impedindo a posse do Júlio Prestes.

 

O presidente da OAB SP foi laureado com a Medalha Constitucionalista, concedida pela Sociedade Veteranos de 1932, em homenagem aos heróis da Revolução Constitucionalista: Martins, Miragaia, Dráuzio e Camargo (MMDC).

 

“Essa medalha representa o legado paulista ao Brasil, que foi a revolução de 32, com a qual a OAB tem ligação histórica, não apenas por ter sido criada em março do mesmo ano, como também por terem seus dirigentes à época, inclusive o presidente Plínio Barreto, participado intensamente da revolução”, afirmou Marcos da Costa.

 

 

A Medalha Constitucionalista foi oficializada pelo Decreto n° 29.896, de 10 de maio de 1989, do governo do Estado de São Paulo, e criada para homenagear pessoas físicas e jurídicas, nacionais ou estrangeiras, que tenham prestado relevantes serviços a São Paulo e ao culto à Revolução Constitucionalista de 1932.

 

Durante a cerimônia, o governador Geraldo Alckmin autorizou o início das obras de restauro do Mausoléu, conhecido como Obelisco do Ibirapuera. O Mausoléu é o maior monumento da capital e guarda os restos mortais de mais de 700 combatentes do conflito. Oficialmente, as batalhas resultaram na morte de 934 paulistas. Porém, há estudos extraoficiais que apontam mais de duas mil mortes.

 

Na Tribuna de Honra estavam o governador Geraldo Alckmin; o presidente da Assembleia Legislativa, Samuel Moreira, e o vice-presidente do TJ-SP, José Gaspar Gonzaga Franceschini, o comandante militar do Sudeste, Adhemar da Costa Machado Filho, entre outras autoridades.