Adoção é tema de congresso na OAB SP


03/10/2013

A Comissão de Direito à Adoção da OAB SP realiza o “III Encontro Estadual de Adoção da OAB SP”, no dia 25 de outubro, às 9 horas, na sede da Ordem (Praça da Sé, 385).“Hoje existem mais de 60 mil crianças brasileiras institucionalizadas e vivendo longe de suas famílias e já são mais de 175 milhões em todo o mundo”, afirmou o presidente da Comissão, Antônio Carlos Berlini.

 

 

A primeira palestra reunirá os juízes Gabriel da Silveira Matos, da Corregedoria do Conselho Nacional de Justiça; Dora Aparecida Martins de Morais, da Vara Central da Infância e Juventude e secretária da Comissão Estadual Judiciária de Adoção do Estado de São Paulo; e Reinaldo Cintra Torres de Carvalho, titular da Vara da Infância e Juventude do Foro Regional IV – Lapa e membro da Coordenadoria da Infância e Juventude do TJ-SP. Eles discorrerão sobre “A Utilização do Cadastro Nacional de Adoção é a única Ferramenta?”.

 

Em seguida, a psicóloga e psicanalista Maria Antonieta Pisano Motta, conselheira do Instituto Brasileiro de Estudos Interdisciplinares de Direito de Família; Dilza Silvestre Galha Matias, do Núcleo de Apoio Profissional de Serviço Social e Psicologia da Corregedoria Geral da Justiça; e o promotor Lélio Ferraz de Siqueira Neto, da Vara da Infância e Juventude do Foro Regional de Santo Amaro; serão os expositores em “A Entrega da Criança: fato social e tutela legal”.

 

“A Legalidade da Busca Ativa” será o tema dos palestrantes Mônica Natale, presidente da Associação dos Grupos de Apoio à Adoção do Estado de São Paulo; Antônio Augusto Guimarães de Souza, advogado e membro da Comissão Especial de Direito à Adoção da OAB SP; e Berlini, presidente da mesma Comissão.

 

Finalizando o congresso, o mestre em Psicologia Educacional, filósofo e educador Nelson Aldá e os professores João Clemente de Souza Neto e Linderberg Clemente de Moraes serão os expositores em “Reinserção Comunitária: o que fazemos após os 18 anos?”.

 

Inscrições na sede da entidade ou pelo site www.oabsp.org.br, mediante a doação de uma lata ou um pacote de leite em pó integral (400g).