Ocupação Cultural marca início das atividades do Memorial da Luta pela Justiça


27/11/2013

A OAB SP, por meio das Comissões da Verdade e de Direitos Humanos, promove a Ocupação Cultural do prédio onde funcionou a Auditoria Militar, na Avenida Brigadeiro Luís Antônio, 1249, considerado um dos símbolos da repressão durante a ditadura militar.

Será  no  próximo sábado ,dia 30 de novembro, às 17 horas, com apresentação do espetáculo musical “ A Cobra Vai Fumar”, montagem do Teatro Popular União e Olho Vivo (Tuov).

O prédio onde ocorrerá o espetáculo foi cedido, em agosto, para a OAB SP e  para o Núcleo de Preservação da Memorial Política e  será transformado no Memorial da Luta pela Justiça – Advogados Brasileiros contra a Ditadura.

 O musical “A Cobra Vai Fumar” aborda a participação da  Força Expedicionária Brasileira na Segunda Grande Guerra e faz um contraponto entre a  defesa da liberdade e os regimes nazi-facistas.

A peça é  dirigida por César Vieira - codinome do advogado Idibal Piveta -  que atuou na defesa dos perseguidos políticos e também  foi preso durante o regime militar - e marca o início dos eventos culturais que serão realizados no Memorial.

Fechado desde 2010, o prédio amarelo que abrigou a  Auditoria da Justiça Militar no período da ditadura militar, foi palco de julgamentos e interrogatórios de presos políticos. Por ali passaram presos políticos, como o ex-Presidente Luis Inácio Lula da Silva, a Presidenta Dilma Rousseff, o Senador Aloysio Nunes Ferreira, frei Tito, entre outros.

 O ingresso para o espetáculo será a doação de um brinquedo novo ou usado (em bom estado) para ser distribuído para crianças carentes da região.

 

Ficha técnica

Texto e Direção: Cesar Vieira (Idibal Pivetta)

Direção de Arte: Graciela Rodriguez

Músicas: José Maria Giroldo

Assistente de Direção: Oswaldo Ribeiro

Elenco: Ana Lucia Silva, Césinha Pivetta, Cícero Almeida, Camila Morelli, Daniele Andrade, Edir Evaristo da Silva, Isaias Cardoso, Luiza Maia, Monique Flôr,Michelle Gabriolli, Neriney Moreira, Osmar Azevedo, Oswaldo Ribeiro, Rafinha Werblowsky, Thiago Nogueira.

Duração: 70 minutos