Presidente eleito do TJM visita Conselho Seccional


27/11/2013

O Presidente eleito do TJM (Tribunal de Justiça Militar), Paulo Adib Casseb, atualmente ocupando o cargo de Corregedor -Geral, foi recebido na reunião do Conselho Seccional da OAB SP, no último dia 25 de novembro, pela Vice-Presidente, Ivette Senise; pelo Secretário-Geral , Caio Augusto Dias dos Santos ; pelo Secretário-Geral Adjunto, Antonio Ruiz Filho; pelo Diretor-Tesoureiro, Carlos Roberto Fornes Mateucci; pelo Presidente da CAASP, Fábio Romeu Canton Filho; pela Conselheira Seccional e Diretora Adjunta da Comissão da Mulher Advogada, Tallulah Kobayashi de Andrade Carvalho e pelo Presidente do Tribunal de Ética, José Maria Dias Neto.

 

Na reunião, Ivette Senise anunciou que Casseb deverá tomar posse na presidência do TJM: “Casseb  sempre foi colaborador da Ordem e entrou no Tribunal pelo Quinto Constitucional, um advogado presente na corte da Justiça Militar. Mas antes, atuou na OAB SP prestando excelentes serviços à Advocacia”.

 

Paulo Casseb afirmou ser uma “honra chegar à Presidência do Tribunal tendo ingressado naquela corte pela via democrática do Quinto Constitucional”. Ele endossou a defesa do Quinto Constitucional feita  recentemente pelo Presidente da OAB SP, Marcos da Costa, e falou sobre a importância desse instrumento: “A Constituição Federal têm 31 dispositivos aludindo à figura de democracia direta entre os quais se destaca o Artigo 94, que prevê o Quinto Constitucional, um mecanismo de democracia direta porque é uma classe profissional que define o ingresso de um indivíduo em um dos principais poderes da República”, ressaltou.

 

Para o Presidente da CAASP, Casseb é um exemplo a ser seguido por outros advogados que são indicados pelo Quinto Constitucional. “Casseb sempre fez questão de participar dos eventos da Ordem, de estar presente enquanto outros, quando chegam às cortes, não recebem advogado, exigem marcação de hora. O fato de manter viva a alma do advogado em nada interfere na imparcialidade de Casseb no ato de julgar”, declarou Canton Filho.