Instalado Projeto OAB SP Concilia em Sertãozinho e Pontal


27/03/2014

“Necessário e com importância social”. Dessa forma o Presidente da OAB SP, Marcos da Costa, definiu o Projeto OAB Concilia que instalou em Sertãozinho e Pontal, na semana passada. O ato teve apoio dos Juízes Diretores dos Fóruns das duas Comarcas.

 

Marcos da Costa lembrou que a ideia do projeto nasceu na Magistratura, com o juiz Alessandro de Souza Lima, da 3ª Vara da Comarca de Pindamonhangaba que, ao renovar sua carteira de habilitação em apenas 30 minutos no Poupatempo da cidade, teve a ideia de criar um serviço similar no Judiciário e surgiu a parceria entre a  OAB SP, Magistratura e Ministério Público.

 

Joanilson Barbosa dos Santos lembrou que ao tomar conhecimento do projeto, no Colégio de Presidentes de Atibaia, realizado no ano passado, empreendeu todos os esforços para implantá-lo na cidade. Segundo ele, ninguém tem mais interesse na celeridade do processo do que o advogado, que soluciona o conflito do cliente mais rápido e, dessa forma, tem retorno financeiro pelo trabalho realizado. “Queremos que o projeto OAB Concilia seja um sucesso em Sertãozinho, como tem sido em outras localidades aonde os acordos chegam a 80% dos casos. Para tanto, estaremos promovendo cursos de conciliação aos advogados sertanezinos”, afirmou.

 

Acreditando em resultados positivos do OAB Concilia, o Juiz e Diretor do Fórum da comarca de Sertãozinho Nemércio Rodrigues Marques afirmou ser necessário uma mudança de mentalidade diante do volume de processo em tramitação no Brasil: 90 milhões. Para ele, toda iniciativa voltada à conciliação é necessária. “Em muito boa hora veio essa iniciativa. Só temos a agradecer a OAB por ter trazido o projeto a Sertãozinho”, comentou. Por fim, ele falou em reforçar a parceria entre Judiciário e Advocacia que, em sua opinião, devem caminhos juntos por objetivos comuns.

 

Júlio Cesar Fiorino Vicente, Presidente da Comissão OAB Concilia e da Subsecção de Jaú, elogiou a determinação do Presidente de Sertãozinho por adotar prontamente o projeto. Ele também falou das origens do projeto que, em sua opinião, tem encontrado efetividade nas pequenas comarcas e permitido o acesso de mais pessoas à Justiça. “Trazemos para dentro da Subseção as vozes de advogados e partes para dar eficácia à ânsia por justiça”. No seu entendimento, o projeto beneficia a cidadania e também a advocacia, porque ele entende que o litígio não é salutar à atividade do advogado. “O tempo gasto no sistema processual com contestação e recursos para buscar solução e longa e desgastante”.

 

 

“Vamos fazer o OAB Concilia dar certo”, sentenciou a Juíza Diretora do Fórum de Pontal, Carolina Nunes Vieira, ressaltando que ao dar uma sentença, ela nota que nem sempre as partes saem contentes, o que não acontecerá no caso da conciliação. A Magistrada também disse que estava feliz em participar do projeto, que dará celeridade aos processos e que a conciliação efetivamente soluciona o conflito. Igualmente entusiasmado, o prefeito de Pontal, André Luis Carneiro, disse que o projeto é um grande passo dado pela cidade, principalmente par atender a população mais carente.

 

Participaram da instalação do OAB Concilia em Sertãozinho e Pontal, os Conselheiros seccionais: Cid Velludo Salvador, José Vasconcelos, Márcio Pereira; Ricardo Giuntini; o Procurador Municipal Heraldo Luis Dalmazo, representado o prefeito de Sertãozinho, Adriano Aparecido Vallt, coordenador do OAB Concilia em Sertãozinho, entre outras autoridades.