Lançamento da 11ª edição do Prêmio Innovare será no TJ-SP


07/04/2014

A 11ª edição do Prêmio Innovare será lançada na próxima terça-feira (8/4), às 11 horas, no Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo e a cerimônia contará com a presença do Ministro Carlos Ayres Brito, Presidente do Conselho Superior do Instituto Innovare; o Presidente do TJ-SP, Desembargador José Renato Nalini e o Presidente da OAB SP, Marcos da Costa.

 

O Prêmio Innovare é concedido nas categorias Tribunal, Juiz individual, Ministério Público, Defensoria Pública, Advocacia e Prêmio Especial.

 

Podem participar do prêmio tribunais, magistrados, membros do Ministério Público, Defensores

Públicos e advogados apresentando práticas individualmente ou em grupo em todas as categorias disponíveis para a concorrência. Outros profissionais com graduação em curso superior poderão apresentar práticas somente na categoria Prêmio Especial.

 

O tema é livre para inscrições nas categorias Tribunal, Juiz, Ministério Público, Defensoria Pública e Advocacia. A inscrição de práticas na categoria Prêmio Especial tem como tema “Sistema Penitenciário Justo e Eficaz”.

 

O prazo para inscrições é até 31 de maio de 2014, prorrogável a critério da Diretoria executiva do Prêmio. As práticas deverão ser apresentadas exclusivamente por meio da ficha eletrônica disponibilizada no portal eletrônico www.premioinnovare.com.br.

 

Desde 2004, quando foi criado, o Prêmio Innovare vem contemplando iniciativas inovadoras de integrantes do Poder Judiciário, com o objetivo de incentivar as boas práticas e as ideias renovadoras.

 

O Prêmio Innovare é uma realização do Instituto Innovare, da Secretaria de Reforma do Judiciário do Ministério da Justiça, da Associação de Magistrados Brasileiros, da Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp), da Associação Nacional dos Defensores Públicos (Anadep), da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), da Associação Nacional dos Procuradores da República e da Associação Nacional dos magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), com o apoio das Organizações Globo.