Prêmio Vladimir Herzog homenageia Sandra Passarinho e Rubens Paiva


13/11/2014

Sandra Passarinho e Rubens Paiva (in memoriam) foram os homenageados do 36º Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos, entregue no último dia 29 de outubro, às 20 horas, no Tuca. O Presidente da OAB SP, Marcos da Costa, foi o orador oficial em nome e das 12 entidades promotoras do prêmio.

“Este é um momento de comemoração às Liberdades, aos Direitos – Individuais e Sociais – um momento de Homenagem e Reconhecimento àqueles que estiveram, ontem, e estão hoje, na vanguarda dessa trincheira de lutas”, afirmou o Presidente da OAB SP, Marcos da Costa, em uma homenagem ao papel da imprensa e a todos os jornalistas premiados.

 Marcos da Costa lembrou que a morte de Rubens Paiva levou mais de 40 anos para ser apurada, a partir de um trabalho incansável da Comissão Nacional da Verdade, que esclareceu as circunstâncias desse grave episódio. “Na verdade, ele foi assassinado, sob tortura, nas dependências do DOI-Codi do Rio de Janeiro e a Comissão Nacional da Verdade conseguiu esclarecer os fatos e apontar os envolvidos”, disse Costa, que citou o trabalho de várias Comissões da Verdade, inclusive da OAB SP, criada em sua gestão.

 O Presidente da Ordem lembrou, ainda, que nas décadas de 70 e 80, a jornalista Sandra Passarinho cobriu alguns dos mais importantes eventos do mundo, como o golpe que depôs Salvador Allende, no Chile , em 1973, a Revolução dos Cravos em Portugal ,em 1974, e a morte do general e ditador Francisco Franco, na Espanha, em 1975: “Nessa época, o Brasil ainda vivia o período obscurantista da Ditadura Militar e as matérias jornalísticas de Sandra Passarinho serviam para discutir outros regimes autoritários que, na verdade, funcionavam como espelho de nossa própria realidade e nos permitiam refletir sobre os desmandos e arbitrariedades que sofríamos e divisar a luta possível por uma sociedade justa e democrática”.

 Ao receber o prêmio das mãos do jornalista Humberto Pereira, Sandra Passarinho disse ser uma honra extraordinária receber o prêmio: “Esse prêmio me foi dado por uma comissão que reúne organizações das mais respeitadas do país. O que mais posso merecer depois de quatro décadas de profissão? É o prêmio perfeito. Além de ser uma homenagem pessoal, é também um reconhecimento à maturidade do telejornalismo no país, porque quando comecei a estagiar, em 69, o telejornalismo não tinha muita credibilidade por uma série de razões, mas hoje somos indispensáveis e trilhamos o caminho de muitos erros e muitos acertos dos quase 60 anos da televisão no Brasil”. A grande lição, segundo Sandra está em no fato de que “Ficar na frente da câmera é ficar atrás da notícia. Nós somos o meio e não o fim. Nós estamos a serviço da notícia, da informação e, portanto, a serviço do crescimento e desenvolvimento da nossa sociedade. Acredito que, por ter perseguido essa meta é que eu hoje estou recebendo esse prêmio”. 

 Criado em 1977 pelo Comitê Brasileiro de Anistia (CBA), dois anos após o assassinato do Jornalista Vladimir Herzog nas dependências do DOI/CODI, em São Paulo, o prêmio teve sua primeira edição em 1978, organizada pelo Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo, CBA, Comissão de Direitos Humanos da OAB, Comissão de Justiça e Paz da Cúria Metropolitana de São Paulo, Associação Brasileira de Imprensa, Federação Nacional dos Jornalistas e recebeu apoio de agências e jornais internacionais que acompanhavam os crimes praticados pelo governo durante a ditadura militar. O jornalista Audálio Dantas e o escritor Marcelo Rubens Paiva receberam o prêmio “in memoriam”.

 O 36ª Prêmio Vladimir Herzog foi promovido e organizado pelas seguintes entidades: Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (ABRAJI), Centro de Informação das Nações Unidas no Brasil (UNIC Rio), Comissão Justiça e Paz da Arquidiocese de São Paulo, Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA/USP), Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ), Fórum dos Ex-Presos e Perseguidos Políticos do Estado de São Paulo, Instituto Vladimir Herzog, Ouvidoria da Polícia do Estado de São Paulo, Ordem dos Advogados do Brasil – Seção São Paulo, Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo, Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (INTERCOM).

 Na manhã do dia de entrega do prêmio, no Tucarena, aconteceu pelo terceiro ano seguido a Roda de Conversa com os vencedores da 36ª edição do Prêmio Vladimir Herzog, que agora é atividade oficial do prêmio e promove a troca de experiências entre representantes dos trabalhos premiados e contará com a presença dos jornalistas Angelina Nunes e Aldo Quiroga, que conduziram o debate.

 Veja a lista dos vencedores do 36ª Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos.

Categoria ARTES

 

VENCEDOR

Título do trabalho

PÁTRIA ARMADA BRASIL

 

Veículo

JORNAL GAZETA DO POVO / CURITIBA

 

Autor

ROBSON VILALBA

 

 

MENÇÃO HONROSA

Título do trabalho

"FOI ERRADO EU SEI"

 

Veículo

JORNAL FOLHA DE S. PAULO

 

Autor

LAERTE

 

 

Categoria FOTOGRAFIA

 

VENCEDOR

Título do trabalho

DE HERÓI A VILÃO

 

Veículo

JORNAL O GLOBO / RIO DE JANEIRO

 

Autor

MARCELO CARNAVAL

 

 

MENÇÃO HONROSA – NÃO CONCEDIDO

 

 

Categoria INTERNET

 

VENCEDOR

Título do trabalho

DIAS DE INTOLERÂNCIA

 

Veículo

PORTAL G1

 

Autor

ROSANNE D'AGOSTINO

 

 

MENÇÃO HONROSA

Título do trabalho

IMIGRANTES EM SÃO PAULO

 

Veículo

UOL

 

Autor

FABIANA MARANHÃO

 

 

Categoria JORNAL

 

VENCEDOR

Título do trabalho

SANGUE POLÍTICO

 

Veículo

JORNAL O ESTADO DE S.PAULO

 

Autor

LEONENCIO NOSSA

 

 

MENÇÃO HONROSA 1

Título do trabalho

AS CONFISSÕES DO CORONEL MALHÃES

 

Veículo

JORNAL O DIA / RIO DE JANEIRO

 

Autor

JULIANA DAL PIVA

 

MENÇÃO HONROSA 2

Título do trabalho

MAPA DA DITADURA EM BRASÍLIA

 

Veículo

JORNAL CORREIO BRAZILIENSE / BRASÍLIA

 

Autor

ANA POMPEU

 

  

Categoria RÁDIO

 

VENCEDOR

Título do trabalho

HISTÓRIA DE FLOR

 

Veículo

RÁDIO CBN / JOÃO PESSOA

 

Autor

HEBERT ARAUJO

 

MENÇÃO HONROSA

Título do trabalho

BRASIL-HAITI: 10 ANOS DA MISSÃO DE PAZ DA ONU

 

Veículo

RÁDIO BANDNEWS FM / SÃO PAULO

 

Autor

MICHELLE TROMBELLI

 

 

 

Categoria REVISTA

 

VENCEDOR

Título do trabalho

JURADOS DE MORTE: O DRAMA DE MAIS DE 2 MIL AUTOEXILADOS NO PRÓPRIO PAÍS

 

Veículo

CONGRESSO EM FOCO / BRASÍLIA

 

Autor

EDSON SARDINHA

 

 

MENÇÃO HONROSA

Título do trabalho

ENVENENADOS

 

Veículo

REVISTA GALILEU

 

Autor

TIAGO MALI

 

 

Categoria TELEVISÃO: DOCUMENTÁRIO

 

VENCEDOR

Título do trabalho

NA LEI OU NA MARRA: 1964, UM COMBATE ANTES DO GOLPE

 

Veículo

TV ALMG / ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DE MG

 

Autor

TATIANE FONTES

 

Equipe

ERICK ARAÚJO, PRISCILA MARTINS DIONÍZIO, MARCOS JORGE BARRETO, LEANDRO MATOSINHOS

 

 

MENÇÃO HONROSA

 Título do trabalho

A PELE NEGRA

 

Veículo

TV BRASIL / EBC

 

Autor

BIANCA VASCONCELLOS

 

Equipe

GUSTAVO MINARI, ALINE BECKSTEIN, LUANA IBELLI, FERNANDA BALSALOBRE, THAIS ROSA, EDUARDO VINÉ, EDIVAN DO NASCIMENTO, CAIO CARDENUTO, FÁBIO MONTES, PRISCILA REZENDE, ALEXANDRE NASCIMENTO

 

 

 

Categoria TELEVISÃO: REPORTAGEM

 

 VENCEDOR

Título do trabalho

CASO AMARILDO

 

Veículo

TV GLOBO / RIO DE JANEIRO

 

Autor

MONICA MARQUES

 

Equipe

BETTE LUCHESE, WILLIAM TORGANO, TONI MARQUES, FILLIPI NAHAR

 

 

MENÇÃO HONROSA

Título do trabalho

TORTURA NA FUNDAÇÃO CASA

 

Veículo

TV GLOBO / FANTÁSTICO

 

Autor

VALMIR SALARO

 

Equipe

ALAN GRAÇA FERREIRA, MARCONI MATOS, WAGNER SUZUKI, JAE HO AHN

 

 

PRÊMIO HORS CONCOURS

Por prerrogativa da Comissão Organizadora e respaldada em Regulamento, esta premiação foi concedida neste ano, em caráter extraordinário, pela importância da reportagem na recuperação histórica dos fatos que envolveram o trajeto jurídico do caso Vladimir Herzog.       

   

Título do trabalho

"A SENTENÇA - 35 ANOS"

 

Veículo

GLOBO NEWS

 

Autor

CLAUDIO RENATO

 

Equipe

MARITA BITTENCOURT, JUNIOR GUEDES, GERANA DE HOLANDA, JORGE UBIRATAN, FERNANDA CARDOSO, MÁRIO ROBERTO, ÂNGELO POLIZELO, MARTHA SAMPAIO, SOLANGE MELGES, WALMOR JÚNIOR, MARION LAMOUNIER