Marcos da Costa cria vice-presidência do jovem advogado em Comissão de Direitos e Prerrogativas


12/02/2015

Everton Zadikian, Marcos da Costa e Fábio Canton (da esq. para a dir.): Após anúncio feito pelo presidente da Ordem, Zadikian pediu empenho dos membros da Comissão para organizar o trabalho da nova vice-presidência
Everton Zadikian, Marcos da Costa e Fábio Canton (da esq. para a dir.): Após anúncio feito pelo presidente da Ordem, Zadikian pediu empenho dos membros da Comissão para organizar o trabalho da nova vice-presidência

A primeira reunião geral da Comissão do Jovem Advogado da Secional paulista da OAB foi marcada por novidades. O encontro aconteceu nesta segunda-feira, 9 de fevereiro, no auditório da Caixa de Assistência dos Advogados de São Paulo (CAASP) e contou com a presença do presidente da OAB SP, Marcos da Costa, do presidente da Comissão do Jovem Advogado, Everton Zadikian, do anfitrião, o presidente da CAASP, Fábio Canton, além de jovens profissionais.

Na ocasião, Marcos da Costa anunciou a criação da vice-presidência do jovem advogado na Comissão de Direitos e Prerrogativas. "Nossa Comissão de Prerrogativas é dividida por áreas. Temos as vice-presidências da área trabalhista e previdenciária, por exemplo, e quero anunciar que vou criar a da jovem advocacia", disse. "Faço questão de estar junto com vocês, de defender o dia a dia da jovem e do jovem advogado", afirmou, após relembrar que a Secional paulista vem implementando medidas durante a atual gestão para auxiliar o profissional em início de carreira. "Nossa responsabilidade agora dobra, nosso trabalho também. Espero poder contar com todos vocês", disse Zadikian à plateia após o anúncio.

Uma das medidas citadas por Costa foi a revogação do artigo do regimento interno da OAB SP, que impedia os advogados com menos de cinco anos de inscrição nos quadros da Ordem de se tornarem membros de comissões. "Propus a alteração já na primeira sessão do nosso conselho Secional. Há muito tempo o jovem tinha as portas abertas na Ordem. Mas era preciso eliminar esse entrave, ainda que apenas formal, no regimento", disse Costa. "Alterar a regra foi um sinal que a gestão deu ao jovem, de que temos orgulho em pertencer a uma classe que a cada dia se torna mais forte graças aos novos colegas".

O presidente da Secional paulista também relembrou a parceria feita com o Sebrae SP, com o intuito de orientar advogados sobre gestão empresarial e empreendedorismo, e da elaboração de curso voltado especificamente para esse público na Escola Superior de Advocacia (ESA). O uso mais frequente das redes sociais foi outra mudança posta em prática para melhorar o dinamismo da comunicação entre a Ordem e o jovem advogado.

Marcos da Costa aproveitou a ocasião para anunciar que, a partir desta semana, a entrega da carteira da Ordem passa a acontecer na nova sede da instituição (rua Maria Paula, 35, Centro). "Lá é a casa do advogado e eu quero que cada um se sinta em casa", disse. "No local, um espaço nobre, é contada a nossa história e também a da cidadania no Brasil. Como advogados, participamos de todos os momentos importantes da história do país, como agora estamos fazendo ao levantar a bandeira da reforma política".

O presidente da OAB SP reforçou a importância de mudanças urgentes, já que o país passa por momento difícil nas vertentes econômica, social e política. Avaliação similar foi feita pelo dirigente também na última sexta-feira, dia 6, durante a abertura do Ano Judiciário 2015 em São Paulo. "Se conseguirmos fazer com o que o jovem participe da OAB, ganhamos tranqüilidade. Temos a segurança de saber que a Ordem estará sempre em boas mãos", finalizou.

Cristiane Carrijo, Elaine Reis e Allana Prado Oliveira dos Santos: as advogadas dizem que há muitos ganhos ao participarem das reuniões da Comissão do Jovem Advogado. Além do enriquecimento intelectual, o aperfeiçoamento da oratória e o networking são alguns deles. “Fora isso, as coisas acontecem. Vejo que tudo o que a Comissão quer fazer sai do papel”, diz Elaine.
Cristiane Carrijo, Elaine Reis e Allana Prado Oliveira dos Santos: as advogadas dizem que há muitos ganhos ao participarem das reuniões da Comissão do Jovem Advogado. Além do enriquecimento intelectual, o aperfeiçoamento da oratória e o networking são alguns deles. “Fora isso, as coisas acontecem. Vejo que tudo o que a Comissão quer fazer sai do papel”, diz Elaine.

Plano de apoio

Aos presentes também foi informada a publicação de provimento do Conselho Federal da OAB que cria o plano nacional de apoio ao jovem advogado brasileiro. Zadikian, que preside a Comissão do Jovem Advogado, leu algumas diretrizes. Entre elas, as iniciativas em prol da educação jurídica para incentivar e proporcionar a inserção do jovem profissional no mercado de trabalho, a defesa das prerrogativas, a criação do piso de remuneração mínima para os advogados contratados, apoio e ampla participação nas decisões das secionais e subseções, entre outras.

"É muito importante a iniciativa e empenho do Conselho Federal no sentido de disseminar essa cultura de apoio, que em São Paulo vem ocorrendo nas últimas gestões", avaliou Canton, da CAASP.

Tarefas do ano

O evento de ontem também foi ponto de partida para a "Semana de Valorização do Jovem Advogado" e ocasião para os membros da Comissão iniciarem as tarefas do ano. Uma delas foi votar a realização de um manifesto em favor da ética na política, cujos detalhes serão encaminhados para a aprovação do presidente da Secional paulista. Zadikian também convidou os presentes a participarem da Conferência Nacional do Jovem Advogado, em março, na Bahia, onde espera reunir sete mil jovens talentos.