Mais uma turma de advogados recebe carteira da Ordem


27/03/2015

Durante a cerimônia, Marcos da Costa destacou a importância da avaliação prévia dos futuros advogados para a Justiça e a cidadania

A sede da OAB SP realizou nesta quinta-feira (26/03) três solenidades de entrega de carteiras da Ordem. Nos eventos, os novos inscritos leram um Termo de Compromisso e juraram exercer a advocacia com dignidade e independência, seguindo a ética, os deveres e prerrogativas da profissão, defendendo a Constituição, o Estado Democrático de Direito, os Direitos Humanos, a Justiça, as boas leis, a rápida administração da Justiça e o aperfeiçoamento da cultura e das instituições jurídicas.

O presidente da Secional paulista da OAB, Marcos da Costa, participou de duas cerimônias. Em seu discurso, parabenizou os novos colegas pela conquista da carteira e lembrou a importância da avaliação prévia dos futuros advogados para a Justiça e a cidadania: “O Exame de Ordem não é uma criação do Brasil. Ele existe nos países que valorizam a Justiça, porque sabem da importância da advocacia. É um instrumento de proteção do cidadão. Imagine o que representaria buscar um advogado para defesa de seus valores e direitos e ter nesse profissional alguém sem qualificação técnica. Para a Justiça também haveria prejuízo se os nossos magistrados passassem a receber milhões de petições sem conteúdo ou sem nexo, obrigando o juiz a dedicar horas para compreender o que postula o advogado”, declarou Marcos da Costa.

Para Fernando Castelo Branco, presidente da Comissão de Seleção e Inscrição da OAB SP, a Ordem tem o papel não só de selecionar o mercado, garantindo a capacidade técnica dos advogados, mas também de defender o devido processo legal. “Com mais de mil cursos de direito não dá para imaginar uma efetivação do exercício profissional sem avaliação prévia”. Já o assessor da comissão, Gustavo Neves Forte, descreveu aos recém-inscritos na Ordem qual o comportamento dos bons profissionais. “Além de ter a qualificação necessária, mantendo sempre os estudos, o advogado não pode se envolver com as causas a ponto de não conseguir avaliar uma questão com frieza, de forma isenta”.

Também compareceram às cerimônias de outorga de carteiras: Márcia Regina Approbato Machado Melaré, conselheira Federal; Cida Prado, integrante da Comissão da Mulher Advogada; Everton Simon Zadikian, presidente da Comissão do Jovem Advogado; Norberto Campelo, conselheiro federal pela Secional Piauí da OAB; Antônio Ruiz Filho, secretário-geral adjunto da OAB SP e representante da diretoria no Sistema de Gestão da Qualidade, de Meio Ambiente e de Responsabilidade Social; Umberto Luiz Borges D’Urso, diretor-adjunto de Cultura e Eventos e conselheiro Secional da OAB SP; Edivaldo Mendes da Silva, conselheiro Secional; Jamil Gonçalves do Nascimento, conselheiro Secional e presidente da 8ª turma de Ética e Disciplina; Elizabeth Massuno, advogada; Miguel Nagib Moussa, presidente da Subseção de Mairiporã; Leandro Caldeira Nava, vice-presidente da Comissão do Jovem Advogado da OAB SP; Katia Boulos, conselheira Secional e presidente da Comissão da Mulher Advogada da OAB SP; Desembargador Cesar Ciampolini Neto; Leonor Aires Branco, advogada; Reinaldo Petretti, advogado