Ivette Senise acompanha posse de desembargadores no TJ-SP pelo quinto constitucional


30/06/2015

Ivette Senise acompanha posse de desembargadores no TJ-SP pelo quinto constitucional
Novo desmbargador, Eduardo Azuma Nishi, durante cerimônia de posse

Eduardo Azuma Nishi e José Carlos Costa Netto, ingressantes no Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ SP) pela via do quinto constitucional, tomaram posse nesta sexta-feira (26/06), em cerimônia realizada no Palácio da Justiça. A presidente em exercício da OAB SP, Ivette Senise Ferreira, parabenizou os novos magistrados e salientou que “inserção de novos juízes na mais alta corte do nosso Estado significa avanço na meta da pluralidade e heterogeneidade na composição dos tribunais, condição indispensável para a evolução e a revitalização do Poder Judiciário”. Para ela, ver o acesso deles pela via do quinto constitucional traz maior satisfação e a certeza de que os “companheiros que trocam a beca pela toga haverão de honrar a missão que lhes é confiada”.

Os dois desembargadores fizeram discursos de posse carregados de emoção, o que levou o presidente do Tribunal, José Renato Nalini, a comemorar o ingresso na corte de homens com preparo técnico elevado e acrescido de sensibilidade para a busca dos ideais de justiça.

Ivette Senise acompanha posse de desembargadores no TJ-SP pelo quinto constitucional 2
José Carlos Costa Netto em discurso durante sua posse como desembargador do TJ-SP

Até a data da posse, José Carlos Costa Netto presidia a Academia Brasileira de Direito Autoral, sendo referência nesta área da ciência jurídica. Ele encerrou o discurso com versos da “Canção Verde”, que lançou nacionalmente a cantora Leila Pinheiro composta em parceria com Eduardo Gudin: “Quis este sonhador / Aprendiz de tanto suor / Ser feliz num gesto de amor / Meu país acendeu a cor / Verde as matas no olhar / Ver de perto / Ver de novo um lugar / Ver adiante / Sede de navegar / Verdejantes tempos / Mudança dos ventos no meu coração.”

Eduardo Azuma Nishi fez discurso carregado de agradecimentos a figuras do meio jurídico, do poder público e aos seus familiares. Advogado que teve protagonismo no desenvolvimento das parcerias público-privadas, citou trecho de “O Pequeno Príncipe” (Antoine de Saint-Exupéry) com a passagem em que a personagem principal conhece o rei de um pequeno planeta, que o nomeia ministro da Justiça: “Tu julgarás a ti mesmo, é bem mais difícil julgar a si mesmo que aos outros; se conseguir julgar-te bem, eis um verdadeiro sábio”. O novo magistrado prometeu esforço para realizar um bom trabalho, para que possa fazer um bom julgamento próprio e ter a consciência tranquila.


Leia aqui a íntegra do discurso de Ivette Senise, presidente em exercício da OAB SP, durante a cerimônia de posse dos novos desembargadores pelo quinto constitucional