Ética, defesa intransigente das prerrogativas e estudo constante na solenidade de entrega de carteiras


02/09/2015

Ética, defesa intransigente das prerrogativas e estudo constante na solenidade de entrega de carteiras
Durante a primeira cerimônia, o presidente da OAB SP, Marcos da Costa, festejou o ingresso dos novos inscritos nos quadros da Ordem

Mais um dia de entrega de carteiras aos recém-inscritos nesta quinta-feira (27/08). Presente na primeira das três cerimônias do dia, às 10h00, o presidente da OAB SP, Marcos da Costa, disse aos novos advogados que a entidade festeja o ingresso dos colegas: “Vocês são vencedores porque passaram nos bancos das faculdades, se formaram bacharéis, passaram pelo Exame de Ordem, pela análise da Comissão de Seleção e Inscrição que comprovou a idoneidade moral de todos, e hoje recebem as suas carteiras”. Como sempre faz, Costa indicou aos novos colegas o caminho para se manter um bom profissional: “É preciso seguir três vertentes que são a ética, a defesa intransigente das prerrogativas e o estudo constante”.

O conselheiro Secional e presidente da Comissão de Seleção e Inscrição, Fernando Castelo Branco, acrescentou que o Exame de Ordem é um filtro necessário à boa técnica, principalmente por causa da grande quantidade de faculdades de Direito no Brasil. ”Menos de 10% dos bacharéis são aprovados no Exame de Ordem, que se faz necessário por causa da proliferação de faculdades de Direito no país. São mais de 1.200 cursos. Se somarmos, no mundo, não chegamos ao número de cursos que temos no Brasil. Cabe à OAB zelar pela necessária capacitação técnica para que a administração da Justiça seja feita de forma responsável”, argumentou.

Ética, defesa intransigente das prerrogativas e estudo constante na solenidade de entrega de carteiras 3
Novos advogados durante o juramento, na entrega de carteiras da Ordem
Castelo Branco salientou ainda que o país vive um momento de crise política e econômica, com questionamento das instituições, o que abala o Estado Democrático de Direito e ressalta a importância da advocacia. “Desde a Constituição Federal de 1988 não temos uma crise tão grave”, pontuou. “Devemos lembrar que num sistema de pesos e contrapesos é indispensável a presença da advocacia para balancear as forças das instituições. Temos o Ministério Público e a Polícia Federal agindo, e, corretamente, cabe à advocacia zelar por esse equilíbrio”, declarou.

Como sempre acontece nessas cerimônias, os novos inscritos realizaram a leitura do Termo de Compromisso, no qual juram exercer a advocacia com dignidade e independência, seguindo a ética, os deveres e prerrogativas da profissão, defendendo a Constituição, o Estado Democrático de Direito, os Direitos Humanos, a Justiça, as boas leis, a rápida administração da Justiça e o aperfeiçoamento da cultura e das instituições jurídicas.

Nas solenidades das 14h00 e 16h30, os conselheiros Secionais Fábio Guedes Garcia da Silveira e Cid Vieira de Souza Filho representaram a presidência da OAB SP.