‘Ordem do Dia’ debate a desigualdade no Brasil


13/11/2015

Programa Ordem do Dia

O segunda edição do recém lançado programa Ordem do Dia - parceria da OAB SP com a TV Cultura - traz na edição que vai ao ar hoje (13/11) à noite, às 23h30, um debate sobre os caminhos que o país precisa trilhar para fazer valer os direitos sociais que estão na Constituição. O grande questionamento é de como diminuir as desigualdades sociais e garantir os direitos de todos. A apresentação tem reprise no sábado, às 8h30.

Mostrando que o Brasil é um país de contrastes, Ordem do Dia mergulha nos artigos quinto e sexto da Constituição de 1988, lembrando o quanto avançamos em prever direitos sociais, mas que ainda não conseguimos torná-los efetivos. Marco Aurélio Mello, ministro do Supremo Tribunal Federal, e Marcelo Figueiredo Santos, presidente da Comissão de Direito Constitucional (OAB SP), são alguns dos entrevistados do programa que tecem comentários sobre o tema.

No quadro do programa Casos de Sucesso é destacado o papel do advogado na efetivação das conquistas desses direitos contando a história de Thays Martinez, advogada que conseguiu que o Metrô de São Paulo aceitasse cegos acompanhados de cães guia. Fora da Ordem, outro segmento do programa, trata do direito à saúde, também previsto na Constituição cidadã, mas que ainda está bem longe de funcionar como se gostaria. O exemplo enfocado exibe a luta de uma mulher para garantir acesso a remédios contra um doloroso câncer. Revela nessa luta a necessidade de o cidadão buscar amparo no Judiciário para conseguir assistência ou medicação.

Ordem do Dia amadureceu uma relação entre a OAB SP e a Fundação Padre Anchieta que, só este ano, realizou dois grandes eventos envolvendo questões de grande interesse público, de defesa da cidadania e de divulgação dos direitos e deveres de todos. Assuntos da pauta do programa. No primeiro semestre, a Secional paulista da Ordem abriu as portas para as discussões em torno da campanha Reforma Política Já, reunindo juristas, cientistas políticos e um público recorde de mais de 500 pessoas, na sua sede na Rua Maria Paula. O debate foi transmitido on-line e rendeu assunto para a programação jornalística da emissora. O sucesso da iniciativa, teve outra realização da mesma proporção em setembro, com o Seminário Saídas para a Crise. Durante dois dias, também na sede da OAB SP, a iniciativa manteve uma intensa programação de palestrantes apresentando estudos e ideias para o combate à corrupção e a retomada do desenvolvimento no país. Assuntos divulgados na programação da TV Cultura. Esse evento contou também com o apoio da Assembleia Legislativa de São Paulo e do Instituto de Estudos Avançados da USP.