Memorial da Luta pela Justiça já pode sair do papel


12/11/2015

Memorial da Luta pela Justiça já pode sair do papel
O Memorial da Luta pela Justiça ocupa o prédio da 2ª Circunscrição Judiciária Militar, em São Paulo

Na edição de hoje (12/11) do Diário Oficial da União, o Ministério da Cultura, por intermédio da Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura, publicou a Portaria 650 que aprova a captação de recursos para o projeto cultural “Memorial da Luta pela Justiça - Advogados Brasileiros contra a Ditadura” defendido pela OAB SP a longa data.

Providência nesse sentido era aguardada pela Comissão da Verdade da OAB SP que desde outubro vinha se reunindo na sede da Secional paulista da Ordem para planejar ações que vão ajudar a colocar de pé o almejado projeto. Para Mario Sérgio Duarte Garcia, presidente da Comissão, trata-se de uma grande conquista: “Lembro que o imóvel que abrigará o Memorial foi requerido pela Polícia Federal e pela prefeitura do município de São Paulo, mas ao final a Seção São Paulo da OAB ganhou a disputa justamente pela função social a que se destina. Parabenizo o presidente Marcos da Costa pela inciativa”.

Idealizado pela Secional paulista da Ordem em parceria com o Núcleo de Preservação da Memória Política, o projeto tem por proposta central preservar a memória dos embates ocorridos durante o período da ditadura civil-militar no Brasil. Para isso, com a captação de recursos, os parceiros pretendem estruturar desde a programação que abrigará até as necessidades de reforma do imóvel cedido pelo governo. Tudo para abrigar um espaço público dedicado à educação e preservação da memória daquele período histórico, dispondo, entre outros importantes acervos e documentos da época com, inclusive, peças jurídicas dos advogados que defenderam os presos políticos.

O prédio da 2ª Circunscrição Judiciária Militar (Av. Brigadeiro Luis Antonio, 1249) abrigava nos anos de chumbo os presos políticos que aguardavam pelo julgamento em primeira instância. A posse do imóvel foi cedida para a OAB SP e para o Núcleo de Preservação da Memorial Política em 2013 para ser transformado no Memorial da Luta pela Justiça.