Nota de falecimento – OAB SP lamenta morte de Tereza Dóro


01/04/2016

tereza_doro.jpg

A Seção São Paulo da Ordem dos Advogados do Brasil comunica a morte de Tereza Nascimento Rocha Dóro, ocorrida na madrugada desta sexta-feira (01/04), vítima de parada cardíaca, aos 75 anos de idade. O velório está ocorrendo no Cemitério da Saudade, que fica na Praça Voluntários de 32, s/n º, Campinas, onde também se dará o sepultamento, às 16h30.   

O presidente Marcos da Costa lamenta o falecimento de Tereza Dóro, por quem sempre teve admiração como advogada, professora e dirigente da Ordem de Campinas, e declarou: “Tereza Dóro pautou sua carreira pela dedicação às causas do Direito e por defender a advocacia e os advogados com determinação”. 

Já Daniel Blikstein, presidente da OAB Campinas, disse que: “Tereza Dóro é uma grande perda para todos nós. Foi uma mulher à frente de seu tempo, entre outras ações por ser a primeira a dirigir a Subseção de Campinas e, como professora, permanecer como fonte de inspiração para os seus alunos”. 

No exercício da advocacia há mais de 40 anos, a advogada foi presidente da Subseção de Campinas por dois mandatos (nos triênios de 2007/2009 e  de 2010/2013). Em 2015, concorreu à vice-presidente para a OAB SP na gestão 2016/2018. Na área acadêmica, atuou por 24 anos como professora de Direito Processual Penal e de Prática Forense Penal, na Faculdade de Direito da Pontifícia Universidade Católica de Campinas, além de autora de vários livros jurídicos, entre eles “Os Princípios no Processo Penal” e “Resumo de Direito Processual Penal”. Ocupou também cargos junto à administração pública, foi presidente da Setec (Serviços Técnicos Gerais) em Campinas entre janeiro e setembro de 2011 e presidente da Fundação José Pedro de Oliveira (Mata Santa Genebra), entre fevereiro e dezembro de 2012.