OAB SP e Subseção de Carapicuíba atuam na defesa das prerrogativas profissionais


01/04/2016

A Seção São Paulo da OAB vem acompanhando junto à Subseção de Carapicuíba os esclarecimentos sobre fatos ocorridos no Tribunal do Júri daquela Comarca, que teriam inclusive acarretado agressão verbal e física entre um membro do Ministério Público e um advogado.

"Estamos investigando o que de fato aconteceu em Carapicuíba", afirma o presidente da instituição, Marcos da Costa. "O advogado envolvido é um profissional de quase 70 anos de idade, extremamente bem conceituado na Comarca, vice-presidente da Subseção e que informa ter sofrido agressões verbais do promotor de Justiça, que nem o calor do debate do júri justificaria, já estamos com as gravações da sessão que permitirão compreender melhor o ocorrido para que possamos adotar as medidas adequadas à situação", acrescentou Costa.

O presidente da Comissão de Direitos e Prerrogativas da OAB SP, Cid Vieira de Souza Filho, informa que está em constante contato com o presidente da OAB Carapicuíba e, em sendo apuradas as agressões sofridas pelo advogado, a Secional promoverá medidas junto à Corregedoria do Ministério Público e ao Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).

"Nada justifica uma agressão física, mas igualmente nada permite agressões verbais contra um advogado, mesmo no calor dos debates no ambiente do Júri. Espera-se tratamento respeitoso entre os operadores do Direito", enfatiza Cid Vieira. Ele ainda ressalta que "toda a vez que a Comissão de Prerrogativas se deparar com uma ofensa generalizada à classe dos advogados, vai tomar medidas cabíveis".