Momento político é destaque na solenidade de posse de S. João da Boa Vista


03/05/2016

A importância de uma categoria profissional que é citada na Constituição Federal como indispensável à administração da Justiça, diante do momento que o país atravessa, deu o tom dos discursos na solenidade de posse da diretoria de São João da Boa Vista, presidida por José Luiz da Silva. Também integram a diretoria de São João da Boa Vista: Veridiana Sérgio Ferreira Santamaria (vice presidente), Eduardo Padial Quebradas (secretário geral), Cyro Gilberto Nogueira Sanseverino (secretário adjunto) e Daniela de Carvalho Balestero Aleixo (tesoureira). No mesmo evento, o presidente da OAB SP recebeu o título de Cidadão São Joanense. 

“Não é demais lembrar que passamos por uma crise política e ética como jamais ocorreu no país. Precisamos encontrar caminhos para fazer um país melhor e disso depende a valorização do Poder Judiciário, do Ministério Público e da advocacia”, pregou José Luiz da Silva. No discurso de posse, o presidente da Subseção de São João da Boa Vista também tocou na necessidade de qualificação do Congresso Nacional, criticando algumas intervenções de deputados federais durante a sessão que apreciou o pedido de impeachment da presidente da República. 

Home 574_20160428_Posse da subseção de São João da Boa Vista - foto Cristovão Bernardo (224).jpg
Marcos da Costa declara empossados os novos dirigentes na solenidade de Posse da subseção de São João da Boa Vista

Ao fazer uso da palavra, o presidente da OAB SP seguiu a mesma linha e estendeu o raciocínio para o Poder Executivo, ou seja, defendendo que também é necessário qualificar os quadros que formam o governo, colocando como exemplo a atitude da esposa do ministro do Turismo, que fez um ensaio fotográfico no gabinete do Ministério. “São dois problemas. O Brasil vem lutando há anos para afastar a imagem de destino voltado ao turismo sexual e o ocorrido já teve repercussão negativa quanto a isso. Em segundo lugar, até quando persistirá o comportamento de apropriação do que é público, de usar o que não lhe pertence como bem entende?”, questionou. Para Marcos da Costa, a esposa do ministro tem o direito de fazer as fotos que desejar nos locais apropriados, mas cometeu erro grave demonstrando falta de compreensão de princípio tão caro à vida pública. 

Logo após empossar solenemente a diretoria de S. João da Boa Vista, Marcos da Costa teve a felicidade de receber o título de Cidadão São Joanense, homenagem proposta pelo vereador Reberson Menezes e efetivada em decreto legislativo (15/2016). “Tenho privilégio de entregar este título ao presidente da maior Secional da OAB, em reconhecimento à sua conduta ilibada, apreço pelo estudo e fomentador de ideias e soluções para uma sociedade mais juta”, justificou Menezes. 

O prefeito de São João da Boa Vista, Vanderlei Borges de Carvalho, parabenizou e deu as boas vindas ao novo Cidadão São Joanense elogiando Marcos da Costa e reconhecendo a importância da entidade para a comunidade local, usando a expressão “nossa OAB” de maneira carinhosa. Em agradecimento, Marcos da Costa, prometeu esforçar-se para continuar mantendo os predicados citados para justificar a homenagem que recebeu. 

Nesta solenidade, além dos nomes já citados, também formaram a mesa diretora: Arnor Gomes da Silva Júnior (vice-presidente da CAASP), Danilo Pinheiro Spessotto (juiz diretor do Fórum de São João da Boa Vista), e os conselheiros secionais André Aparecido Barbosa, Sandra Valéria Vadala Müller e Luis Augusto Braga Ramos.