OAB SP solicita instauração de procedimento de conduta em caso de maus-tratos por PM a menor de idade


06/06/2016


A Seção São Paulo da Ordem dos Advogados do Brasil e a Comissão de Especial de Igualdade Racial encaminharam hoje (06/06) ao corregedor-geral da Polícia Militar do Estado de São Paulo solicitação para que seja instalado procedimento para conduta de policial que, conforme filmagem postada em rede social, trata mal um garoto em plena rua na Zona Leste da capital, em 22/05. Para o presidente da OAB SP, Marcos da Costa, “a gravidade do fato e a desapropriada conduta do militar requer averiguação e medidas por parte dos responsáveis”.

O vídeo de pouco mais de um minuto de duração mostra um policial fardado segurando um suspeito não identificado, com as mãos para trás. Segundo os relatos, a PM teria abordado esse garoto, por volta das 21h00, durante o baile funk na Praça Leidiane Pimentel, bairro de Sapopemba, zona leste da capital paulista.

De acordo com a presidente da Comissão, Carmen Dora de Freitas Ferreira, que participou de audiência pública no Ministério Público de São Paulo junto com as instituições, o vídeo mostra o desrespeito dos policiais com o adolescente. Nas imagens aparece o rapaz com as mãos algemadas para trás, sendo segurado com um cassetete e obrigado a falar: “Eu amo a Polícia. Sou Vagabundo. Não presto”. Carmen Dora explica que, mesmo sabendo que estavam sendo filmados, os policiais não se importaram e continuaram a cometer o ato de negligência. “Aquilo causou uma revolta muito grande nos membros da Comissão. Durante a audiência, na sexta-feira (02/06), foi um embate muito tenso”, relata.