Posse solene do procurador-geral de Justiça (SP)


21/06/2016

Home 667_20160617_posse_procurador_jlc (262).jpg
O presidente da OAB SP, Marcos da Costa, e o procurador-geral de Justiça do Estado de São Paulo, Gianpaolo Poggio Smanio

Marcos da Costa, presidente da OAB SP, cumprimentou o procurador-geral de Justiça do Estado de São Paulo, Gianpaolo Poggio Smanio, durante solenidade de posse realizada na sexta-feira (17/06), no auditório Ruy Barbosa, da Universidade Presbiteriana Mackenzie. Compareceu ao evento em nome da advocacia paulista e do presidente do Conselho Federal da OAB, Cláudio Lamachia. Costa procurou reforçar a promoção do respeito e da convivência harmoniosa entre advogados e membros do Ministério Público. “A prevalência da urbanidade nos ambientes da Justiça e o reconhecimento mútuo da importância de cada operador do Direito é imprescindível para todos e para o Estado Democrático de Direito”, considera Marcos da Costa. 

Home 667_20160617_posse_procurador_jlc (27).jpg
Marcos da Costa cumprimenta o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin

O novo procurador-geral de Justiça (SP) começa seu primeiro mandato para o biênio 2016/2017 com um discurso de posse em que reforçou o papel do Judiciário pela busca da pacificação social e, claro, destacou o espaço de atuação do Ministério Público. “Não basta a democracia e a Constituição para que nossos problemas econômicos e sociais sejam resolvidos”, disse Smanio para uma plateia lotada. A solenidade de posse contou com a presença de autoridades como o Ricardo Lewandovisk (presidente do Supremo Tribunal Federal), Antonio Herman de Vasconcellos e Benjamin (presidente do Superior Tribunal de Justiça), Geraldo Alckmin (governador do Estado de São Paulo), Alexandre de Moraes (ministro da Justiça), José Serra (ministro das Relações Exteriores), Torquato Jardim (ministro da Transparência, Fiscalização e Controle), Márcio Fernando Elias Rosa (secretário de Justiça e Defesa da Cidadania – SP), Aloysio Nunes (senador – SP), Mário Devienne Ferraz (presidente do TRE-SP), Fernando Capez (presidente da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo) e Arnaldo Faria de Sá (deputado federal).