Nota de falecimento - Maria da Penha Santos Lopes Guimarães


05/08/2016

Maria da Penha Santos Lopes Guimarães-Advogada homenageada, no I Congresso de Direitos Trabalhistas da Mulher, promovido pela Comissão da Mulher Advogada da OAB SP e Coordenadoria de Direitos Trabalhistas da Mulher Advogada da OAB SP realizado no Teatro Gazeta. Data: 26/09/2015  Local: São Paulo/SP   Foto: José Luis da Conceição/OABSP

É com profundo pesar que a Seção São Paulo da Ordem dos Advogados do Brasil comunica o falecimento da advogada, com atuação reconhecida na área trabalhista e também com trajetória de forte presença na militância em defesa dos direitos dos negros, Maria da Penha Santos Lopes Guimarães. "Ex-conselheira e ex-presidente da Comissão do Negro e Assuntos Antidiscriminatórios da OAB SP, ela seguia prestativa todas às vezes que solicitada para ajudar as causas da classe", pontuou Marcos da Costa, presidente da entidade ao lamentar a sua morte: “Era uma advogada trabalhista exemplar, uma liderança feminina, além de uma querida amiga” .

Emocionada, a presidente da Comissão da Igualdade Racial da OAB SP, Carmen Dora de Freitas Ferreira, lembrou da alegria contagiante e dos ensinamentos da amiga que “foi uma precursora na OAB SP das lutas contra a discriminação racial e pela igualdade de oportunidades dos negros diante da sociedade”. Já Lívio Enescu, conselheiro Secional e presidente da Associação dos Advogados Trabalhista de São Paulo (AATSP), manifestou a grande perda da advocacia: “Mulher, afrodescente e grande advogada trabalhista. A sua luta confunde-se com a sua vida, os menos favorecidos que batiam à porta do seu escritório tinham nela uma heroína das causas sociais, o único ambiente de dignidade a conquistar”.

Para o vice-presidente da Caixa de Assistência dos Advogados de São Paulo (CAASP), Arnor Gomes da Silva Junior, a morte de Maria da Penha é também a perda de uma amiga que o deixou bastante consternado. “Foi uma notável companheira de tantas lutas profissionais do Direito do Trabalho e da igualdade racial, participamos juntos da constituição da Associação dos Advogados Trabalhistas e de intenso empenho nas causas da advocacia paulista”.

O velório será realizado hoje (05/08), a partir das 14h00, no Cemitério do Araçá, na Avenida Dr. Arnaldo, 300, e o enterro ocorrerá amanhã (06/08), às 08h00, no Cemitério São Paulo, na Rua Cardeal Arcoverde, 1250.