São Paulo sediará Conferência Nacional da Advocacia em 2017


21/10/2016

Após quase 50 anos da última Conferência Nacional da Advocacia realizada em São Paulo, o estado voltará a sediar o maior encontro da advocacia no próximo ano. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (21/10) pelo presidente do Conselho Federal da OAB, Claudio Lamachia, no 37º Colégio de Presidentes de Subseções da OAB SP, que está acontecendo em Campinas. 

O evento terá como mote “Em um nós somos todos e, em todos, nós somos um’”, afirmou Lamachia, para anunciar que o encontro será uma demonstração de união da advocacia nacional. Este é o mais importante acontecimento da classe e reúne advogados de todos os estados do país. 

conferencia_federal01.jpeg

A notícia da realização da conferência foi recebida sob aplausos das lideranças da advocacia paulista presentes ao evento. O presidente da Secional, Marcos da Costa, emocionado pelo anúncio, afirmou que os advogados de São Paulo estão honrados em recepcionar os colegas de todo o Brasil. “Seremos todos anfitriões, diretoria do Conselho Federal e presidentes das Secionais”, disse. 

As conferências são um espaço de reflexão sobre questões que envolvem a profissão, proporcionando o acompanhamento da evolução do direito brasileiro e sua relação com temáticas que se destacam no cenário político-social do país. A primeira aconteceu em 1958 e, ao longo de 56 anos, a Ordem promoveu 22 Conferências Nacionais da Advocacia.

Confira o histórico:

1ª Conferência – Rio de Janeiro, agosto de 1958. Temas: Atuação profissional e ensino jurídico;

2ª Conferência – São Paulo, agosto de 1960. Tema: A missão do advogado no mundo contemporâneo;

3ª Conferência – Recife, dezembro de 1968. Temas: A proteção aos direitos humanos, a eficácia das instituições jurídicas e a adaptação do Direito à aceleração do processo tecnológico;

4ª Conferência – São Paulo, outubro de 1970. Tema: A contribuição do advogado para o desenvolvimento nacional;

5ª Conferência – Rio de Janeiro, agosto de 1974. Tema: O advogado e os direitos do homem;

6ª Conferência – Salvador, outubro de 1976. Temas: Independência e autonomia do advogado e a reforma do direito positivo brasileiro;

7ª Conferência – Curitiba, maio de 1978. Tema: Estado de Direito;

8ª Conferência – Manaus, maio de 1980. Tema: Liberdade como fundamento e finalidade última da democracia;

9ª Conferência – Florianópolis, maio de 1982. Tema: Justiça Social;

10ª Conferência – Recife, set/out de 1984. Tema: Redemocratização;

11ª Conferência – Belém, agosto de 1986. Tema: Constituição Federal;

12ª Conferência – Porto Alegre, outubro de 1988. Tema: O advogado e a OAB no processo de transformação da sociedade brasileira;

13ª Conferência – Belo Horizonte, setembro de 1990. Tema: OAB – Sociedade e Estado;

14ª Conferência – Vitória, setembro de 1992. Tema: A defesa da cidadania e seus desdobramentos;

15ª Conferência – Foz do Iguaçu, setembro de 1994. Tema: Ética, Democracia e Justiça;

16ª Conferência – Fortaleza, setembro de 1996. Tema: Direito, Advocacia e Mudança;

17ª Conferência – Rio de Janeiro, ago/set de 1999. Tema: Justiça: Realidade e Utopia;

18ª Conferência – Salvador, novembro de 2002. Tema: Cidadania, Ética e Estado;

19ª Conferência – Florianópolis, setembro de 2005. Tema: República, Poder e Cidadania;

20ª Conferência – Natal, novembro de 2008. Temas: Os 20 anos da Constituição Federal, os 60 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos e o cinquentenário da Conferência Nacional da Advocacia;

21ª Conferência – Curitiba, novembro de 2011. Tema: Liberdade, Democracia e Meio Ambiente;

22ª Conferência – Rio de Janeiro, outubro de 2014. Tema: Constituição Democrática e Efetivação dos Direitos.”